Início Arquivo

Papo d’Anjo preserva valores tradicionais

A marca portuguesa Papo D’Anjo, praticamente 100% “made in Portugal”, investiu 1,2 milhões de dólares (mais de 900 mil euros ao câmbio actual) em novos canais de distribuição no seu principal mercado, isto é, os Estados Unidos da América. Assim, para além da venda directa através das lojas tradicionais, os interessados podem agora aceder também à venda dos produtos da marca por catálogo e via Internet. Frederico de Beck, o novo director de planeamento estratégico da Papo d’Anjo, afirmou ao Portugal Têxtil (PT) que «as principais novidades da marca são a introdução de catálogo (140 mil unidades), assim como o rejuvenescimento do Web Site nos Estados Unidos da América». Esta marca de roupa de luxo para crianças, confeccionada em “ateliers” no Norte de Portugal, é uma aposta forte «na produção artesanal de altíssima qualidade onde são cuidadosamente escolhidos os tecidos e todos os acabamentos», sublinha Beck. A Papo D’Anjo, que sempre se distinguiu como uma das marcas portuguesas mais reputadas a nível internacional, facturou no seu último exercício um total de 4,5 milhões de dólares (3,5 milhões de euros ao câmbio actual). Os Estados Unidos são o principal mercado da marca, enquanto que a Península Ibérica representa uma pequena parcela: Espanha com 9% das vendas e Portugal, 8%. Para um futuro próximo, a Papo D’Anjo tem objectivos claros de reforçar a sua internacionalização não só nos Estados Unidos da América, mas inclusive abrindo novas corner shops nos El Corte Inglès em Espanha e igualmente uma em Portugal, em Vila Nova de Gaia. De igual forma, a marca pretende desenvolver outros canais e algumas linhas de produtos adicionais, sempre no sector do vestuário infantil e manter a qualidade e imagem da marca, que tal como Frederico Beck explicou aoPT, se resume à qualidade dos produtos, que automaticamente gerem um aumento das vendas. O produto, quando é muito bom, vende-se sozinho», afirma.

Uma marca com história

A história da Papo D’Anjo não é recente e conta já com 12 anos de existência,tendosurgido a partir da ideia de Catherine Monteiro de Barros, de produzir roupa tradicional para um mercado carente numa gama alta de roupa infantil, com um look europeu. A entrada da marca no mercado americanosucedeu em 1994, na maior feira de roupa de crianças do país, precisamente em Nova Iorque.Esta estreiafoi um sucesso, e a partir daí a marca tem vindo a fortalecer a sua presença nos EUA. «Começámos por nos focalizar em “private sales” nos EUA, onde hoje vendemos através de 60 “trunk shows” organizados duas vezes ao ano em várias cidades que cobrem grande parte dos EUA»,explica Frederico Beck. Mas o alvo da marca não é apenas os Estados Unidos da América, poisa Papo D’Anjo tem também uma loja em Espanha e duas em território nacional. «Logo no início abrimos também uma loja em Madrid. Em 2001 abrimos a loja do Porto, na Foz, e em 2003 a loja de Lisboa, no Chiado», revela o director de planeamento estratégico da Papo d’Anjo. Actualmente a Papo D’Anjo é caracterizada como sinónimo de qualidade, tradição, de artesanato e de “old fashioned values”, sem nunca descurar as suas raízes nacionais. Um exemplo disso mesmo foi o primeiro catálogo da marca lançado nos Estados Unidos da América, cuja fotografia de capa foi tirada em terras lusas. «O primeiro catálogo lançado nos EUA tinha na capa uma igreja típica do Algarve, num dia de céu azul bem à portuguesa. O objectivo da marca é usar a imagem de Portugal e sempre de uma forma positiva», conclui Frederico Beck.