Início Notícias Marcas

Parfois contrata quadro de topo da Bimba y Lola

Com a mira no mercado espanhol, a Parfois contratou Ângela Goitia à Bimba y Lola para liderar as mais de 360 lojas que detém em Espanha.

A retalhista de acessórios de moda, cuja presidente e proprietária é Manuela Medeiros, acaba de contratar uma executiva de topo em Espanha para liderar a expansão da marca nesse mercado.

Ângela Goitia, que até agora era responsável pela rede internacional da Bimba y Lola, passa assim a integrar os quadros da Parfois e vai liderar a rede da lojas da marca portuguesa em território espanhol, avança o Jornal de Negócios,  na edição desta quinta-feira.

A nova responsável é licenciada em administração de empresas pela Universidade de Gales e do seu curriculum fazem parte empresas como a Camper e a Sociedade Textil Lonia.

A Parfois, com um volume de faturação de 400 milhões de euros em 2019, tem uma rede de 360 lojas em Espanha. De referir que o atual CEO do grupo português é o também espanhol José Maria Folache.

A retalhista de acessórios de moda está a preparar a reabertura das mais de mil lojas que tem espalhadas por cerca de 70 países. Em Portugal, a Parfois detém 30 lojas de rua e 76 em centros comerciais.

Para tal, a empresa esclarece, em comunicado, que desenvolveu «um protocolo extenso e minucioso de segurança e prevenção (para clientes e colaboradores), o qual prevê todos os procedimentos de trabalho em loja, desde a receção de mercadoria e regras para alterações de turno até à desinfeção e limpeza das lojas».

A Parfois garante ainda que «este plano segue e aplica as orientações mais relevantes emitidas pelas autoridades de saúde». Para tal será colocado, à disposição dos clientes, gel desinfetante, sendo que todos os colaboradores receberão um kit de proteção, com máscaras e luvas, para uso obrigatório.

Nesta fase, não será permitido aos clientes experimentarem os artigos, e as «devoluções de produto obedecerão a um procedimento específico, o qual prevê um período de isolamento e desinfeção de 72 horas».

A Parfois encerrou a sua rede de retalho a meio de março devido à pandemia de Covid-19. Também a sede da empresa, em Rio Tinto, onde trabalham cerca de 200 pessoas, esteve na altura fechada em quarentena, depois de ter sido identificado um caso positivo de infeção pelo novo coronavírus.