Início Arquivo

Peles são procuradas em todo o mundo

A procura mundial de vestuário e acessórios registou novamente uma subida significativa no último ano. A International Fur Trade Federation (Federação Internacional de Comércio de Peles) anunciou para 2004/05 (Abril até Março) uma subida do volume de negócios de retalho mundial de 9,1 por cento, atingindo 10,7 mil milhões de euros. Neste valor está também incluído o volume de negócios de acessórios e vestuário com aplicações de pele. Esta subida é acompanhada por um aumento massiva dos preços das peles. Já em 2004 os preços nas grandes ofertas públicas de peles tinham subido em média 30 por cento, voltando esta tendência a acentuar-se em 2005, tendo-se registado nas primeiras vendas deste ano uma subida dos preços entre 40 a 60 por cento. Esta informação foi transmitida por Herbert Würker, presidente da Associação Alemã de Peles. Na feira Fur & Fashion de Hong Kong, (25 a 28 de Fevereiro) verificou-se uma subida dos preços de 40 a 60 por cento. Segundo Würker, «existe uma claramovimentação dos mercados para Leste». Os principais compradores são a China e a Rússia, registando-se também uma procura crescente de peles no Japão e Coreia. Na Alemanha verificam-se igualmente subidas e de acordo com uma pesquisa da Associação Alemã de Peles, o volume de negócios do vestuário e acessórios de pele em 2005 subiu 4,5 por cento, atingindo 960,5 milhões de euros. A deslocalização dos mercados também se reflecte nas feiras: a feira de peles de Frankfurt, Fur & Fashion, perdeu este ano 24 expositores, atingindo um total de 106. Por sua vez, a feira de Hong Kong contou com mais 36 expositores. «Apesar das condições adversas a Fur & Fashion de Frankfurt tem como objectivo funcionar como uma plataforma de base da economia de peles alemã e europeia», afirma a directora da feira Marianne Erletz. Os números relativos aos visitantes dão-lhe alguma razão: 8442 visitantes profissionais informaram-se na feira realizada entre 9 e 12 de Março em Frankfurt, sendo que 47 por cento desteseram estrangeiros. Quem teve uma presença mais forte foram as nacionalidades austríaca, sueca, escandinava, espanhola e turca, assim como os países do Benelux. No total, a feira registou um aumento de visitantes de 8,5 por cento. De acordo com os dados dos organizadores, os expositores ficaram na sua maioria satisfeitos com o resultado da feira. «Aparentemente os consideráveis aumentos dos preços nas peles e vestuário de pele não se têm espelhado de forma significativa na vontade de comprar».