Início Notícias Marcas

Pinko aventura-se no metaverso

A marca italiana estreia-se no metaverso com o lançamento da coleção Meta Love Bag. O objetivo é criar um ecossistema original, um meta-comércio onde seja possível ter acesso às coleções NFT e em torno do qual se possa desenvolver uma nova e conectada comunidade Pinko.

[©Pinko]

A Pinko decidiu abraçar os seus valores e marcar a Web3 com a evolução coletiva nas experiências entre marcas, criadores e consumidores. O protagonista do primeiro lançamento é uma versão metafísica do icónico acessório Love Bag, que se transforma explorando variações artísticas: 10 obras de arte únicas que podem ser adquiridas para obter um papel primordial na comunidade digital que será construída em torno da presença da marca de moda no metaverso.

«Temos vindo a estudar a possibilidade de darmos o primeiro passo em direção ao objetivo do metaverso», revela Pietro Negra, que considera que a indústria está claramente numa fase de grande fermentação e experimentação. «Acreditamos que o metaverso pode garantir-nos a possibilidade de expandir a nossa visão com os nossos consumidores», afirma o CEO da Pinko.

A Pinko abre-se, assim, à experiência nos campos dos NFT e do metaverso, projetando experiências que enriquecem a compra de um produto físico numa nova dimensão. «Estes NFT abrem as portas para novos mundos virtuais para o cliente, dando acesso a comunidades, festas exclusivas, eventos digitais e ao vivo, e outros futuros lançamentos», acrescenta a marca italiana em comunicado.

A primeira revelação do projeto teve lugar na Viva Technology 2022, o evento anual de tecnologia que aconteceu em Paris de 15 a 18 de junho. A coleção Meta Love Bag foi criada em parceria com Mirror, uma agência digital na vanguarda da criação de bens e experiências no campo da Web 3.0.