Início Notícias Moda

Pitti Uomo destaca moda portuguesa

Portugal é o país convidado nesta edição da Pitti Uomo, que abre as portas amanhã. A feira de referência para a moda masculina contará com 15 empresas lusas entre os 1.230 expositores de todo o mundo, numa edição que inaugura as celebrações dos 30 anos da Pitti Immagine.

+351, Ecolã, Hugo Costa, Ideal & Co, Labuta, Mano Studio, Nycole, WestMister (com o apoio da Associação Selectiva Moda), As Portuguesas, Caiagua, Dielmar, La Paz, Le.Mo.Ke, Poente e Portuguese Flannel são os expositores portugueses presentes nesta edição da Pitti Uomo, que decorre a partir de amanhã, e até sexta-feira, em Florença.

«Os nomes emergentes da cena criativa portuguesa serão mostrados graças à colaboração entre a Fondazione Pitti Immagine Discovery e a Selectiva Moda/From Portugal, uma plataforma dinâmica que destaca as coleções de algumas das marcas mais interessantes do país», descreve a organização da Pitti Uomo em comunicado.

«Portugal está definitivamente na moda e temos de saber aproveitar o momento, é uma oportunidade de estarmos em destaque e a Pitti Uomo é uma feira tão emblemática e elegante como atrativa», destaca, citado num comunicado da Associação Selectiva Moda, Pedro Olaio, responsável de desenvolvimento de produto na marca de calçado e acessórios Labuta.

Para além da promoção do know-how e design nacional, as empresas portuguesas presentes ambicionam fazer novos contactos entre os 30 mil visitantes que deverão encher a cidade dos Médici nos próximos dias. «Esperamos encontrar compradores de vários mercados, especialmente Itália, Reino Unido e França», refere Ana Penha e Costa, designer da marca de vestuário +351. «Queremos cimentar as nossas relações com as melhores lojas de mercados como os Estados Unidos, Europa Central, Reino Unido, Austrália, Japão e, claro, Portugal e Espanha», assume José Lima, cofundador da marca de acessórios, malas e mochilas Ideal & Co.

30 anos de Pitti Immagine

Esta 95.ª edição da Pitti Uomo marca ainda o arranque das comemorações de 30 anos da Pitti Immagine, que terá um selo comemorativo desenhado pelo italiano Italo Lupi. «Há 30 anos a Centro Moda, a empresa responsável pelo Centro di Firenze per la Moda Italiana começou a chamar-se Pitti Immagine, graças à visão do presidente da altura, Marco Rivetti, e a uma intuição de Luigi Settembrini», explica Raffaello Napoleone, CEO da Pitti Immagine. «Quisemos marcar os primeiros 30 anos da nossa marca com um evento oficial. E o que é mais oficial do que um selo, um retângulo de papel que mesmo nesta época de comunicações intangíveis preserva a sua aura e o charme discreto de um objeto que está ligado à história?», justifica.

Com o tema The Pitti Box, que celebra uma característica comum a todas as feiras da Pitti Immagine, as chamadas “caixas surpresa”, onde são apresentadas as ideias e inovações na área da moda, o átrio principal da Fortezza da Basso vai transformar-se numa grande arena coberta dedicada à partilha – de comida, de ideias, de oportunidades para relaxar – enquanto outras “caixas” irão estar espalhadas pela feira e pelos diferentes pavilhões. Uma dessas caixas será uma galeria de arte com vídeos que oferecem experiências emotivas aos visitantes.

Inovar na moda masculina

A feira italiana é usada por muitas marcas para festejar datas importantes e revelar as mais recentes inovações e esta edição de janeiro não é exceção.

A marca de desporto Diadora, por exemplo, leva a Florença a exposição de arte contemporânea It Plays Something Else para comemorar o seu 70.º aniversário e a Moon Boot celebra os 50 anos com um evento na Stazione Leopolda e um espaço independente na Fortezza da Basso. A Barbour celebra os 125 anos do seu casaco encerado, símbolo do vestuário casual, com o lançamento de uma coleção-cápsula em colaboração com o designer Daiki Suzuki, enquanto a Allegri irá revelar uma nova colaboração com a marca britânica Cottweiler, desenhada por Ben Cottrell e Matthew Dainty. Já a John Varvatos Enterprises irá mostrar as novas coleções das marcas John Varvatos, John Varvatos Star USA e Bootleg by John Varvatos numa instalação.

As novidades incluem ainda o regresso da marca de moda masculina britânica Ben Sherman e da francesa Vilebrequin à Pitti Uomo, assim como o lançamento da edição limitada Rossignol x Philippe Model Paris, que combina o know-how e a inovação da Rossignol com a estética da Philippe Model Paris.

Para além destas, estarão representadas em Florença algumas das marcas mais icónicas da moda masculina, incluindo Brunello Cucinelli, Fred Perry, Levi’s Vintage, Pringle of Scotland, Timberland X Raeburn e Z Zegna.