Início Notícias Marcas

Play Up mais verde

Na conta oficial da marca na rede social Facebook – que agrega mais de 25 mil seguidores – já começou a corrida aos ovos da Páscoa, com publicações pintadas de verde e, por isso mesmo, alinhadas com a nova aposta da Play Up – o algodão orgânico.

Vestindo bebés dos 3 aos 36 meses e meninos e meninas até aos 14 anos, a Play Up é detida pela especialista em malhas Etfor, empresa de base familiar que, há quase 30 anos no mercado, sentiu necessidade de ter uma marca própria, fazendo-a nascer, em 2004.

Na Play Up, 2017 foi ano de mudança, com uma nova imagem e uma coleção mais moderna e amiga do meio ambiente.

«Temos vindo a ampliar, dentro da coleção, os artigos 100% biológicos, já começámos na estação passada, nesta [outono-inverno 2018/2019] cerca de 50% dos artigos são 100% algodão biológico», revelou Bruno Correia, diretor-geral da Play Up, ao Portugal Têxtil, à margem da presença da marca na recente edição da Pitti Bimbo, em Florença. «O mercado externo traz-nos essas exigências. Portanto, para sermos uma marca de referência precisamos de acompanhar a evolução e, no fundo, as tendências», explicou.

Regressada ao salão internacional da especialidade, a Play Up voltou a destacar-se entre os mais de 540 expositores (ver Portugal dos pequeninos em Florença). «Trabalhámos muitíssimo bem e isso é prova de que a estratégia que temos está no caminho certo», reconheceu o diretor-geral.

Na Play Up, as malhas são, por uma questão de genética, o core business, com a marca própria a absorver já 20% da produção da empresa – um total de 5 milhões de peças anuais – e a dispor de 12 colaboradores, dentro do efetivo total de 100 pessoas.

Com uma concept store em Braga e uma loja online, a Play Up tem estado essencialmente vocacionada para o business to business (B2B), com venda em lojas multimarca mediadas por agentes e distribuidores – carteira que conta, globalmente, com cerca de 700 clientes.

«Atualmente, o mercado interno representa entre 10% a 12% das vendas», afirmou Bruno Correia. Além-fronteiras, Espanha e Itália são os mercados com maior representatividade. «Depois, temos agentes na Bélgica, Holanda, Áustria, Suíça, Escandinávia e França. Temos nos EUA um distribuidor que faz todo o país e o Canadá e trabalhamos com uma grande cadeia no México, também», apontou.

Colhendo os frutos do rebranding e da forte investida internacional, em 2017, a Play Up escalou 30% nas vendas. «Em termos de coleção de verão de 2018, que apresentámos em junho passado e está em produção para ser agora entregue aos clientes, tivemos, face ao verão de 2017, uma evolução de 80% nas vendas», destacou o diretor-geral.