Início Arquivo

Portugal é o principal fornecedor de t-shirts de Espanha

O mercado espanhol importou em 2000, cerca de 73,5 milhões de contos de t-shirts e camisolas interiores, de malha. Este mercado registou um aumento substancial das importações deste tipo de artigos uma vez que no ano anterior as transferências para Espanha totalizavam, apenas, 46,5 milhões de contos, traduzindo-se, deste modo, num crescimento de 57,8%. Portugal assume-se como o principal fornecedor, tendo exportado, em 2000, 17,1 milhões de contos. A posição relativa nacional não sofreu grandes alterações entre 1999 e 2000, já que acompanhou a tendência de crescimento das importações espanholas. A quota de mercado das t-shirts portuguesas correspondia a 23,3% em 2000 face a 20,3% em 1999. Na posição seguinte surge a França com um peso relativo bastante inferior (9,2% em 2000), correspondendo a 6,7 milhões de contos exportados.
As expectativas para 2001 são optimistas, uma vez que segundo os dados disponíveis referentes ao 1º semestre de 2001, Portugal mantém a posição de principal exportador para Espanha, tendo mesmo reforçado ligeiramente o peso relativo nas importações de t-shirts e camisas do parceiro ibérico. Assim, até Junho de 2001, Portugal exportou 14,2 milhões de contos, representando uma quota de 27,3%.
A importância deste tipo de artigos no cômputo geral do comércio de vestuário de malha entre Portugal e Espanha reflecte-se no facto de representar, em 2000, 40% das transferências para este mercado, dum total de 42,8 milhões de contos de exportações de vestuário de malha para Espanha.
Esta informação é apresentada em ficha informativa, disponível no PortugalTextil.com.