Início Destaques

Portugal Fashion mais internacional

Num calendário que começa hoje e se estende por quatro dias, o Portugal Fashion regressa com novidades, desde a presença do francês Nicolas Lecourt Mansion à saída da Alfandega do Porto para outros locais no Porto. Entre designers emergentes e reputados, há ainda lugar para a indústria e para cinco marcas de criança.

Cherry Papaya, Laranjinha, Patachou, Phi Clothing e Risca de Giz vão subir à passerelle para o desfile conjunto da iniciativa Kids ModaPortugal, que se realiza no sábado, 26 de outubro, às 15h00. «O Kids ModaPortugal pretende apresentar ao público do Portugal Fashion não só as propostas para o próximo verão, mas também revelar a qualidade da produção e das marcas nacionais», explica, em comunicado, a organização deste desfile, promovido pelo CENIT – Centro de Inteligência Têxtil e pela ANIVEC – Associação Nacional das Indústrias de Vestuário, Confeção e Moda. «Este subsetor revela um dinamismo muito próprio, ilustrado no elevado número de marcas com assinatura nacional que participam ativamente nos melhores certames internacionais de moda infantil, como a Pitti Bimbo, a Playtime, a FIMI, a Children’s Club e a Indx Kidswear. Esta presença é reveladora da forte vocação de exportação das marcas portuguesas», destaca Luís Hall Figueiredo, presidente do CENIT e vice-presidente da ANIVEC.

Phi Clothing (Desfile Kids ModaPortugal – março 2019)

Antes, contudo, esta edição do Portugal Fashion, a 45.ª, arranca com a mostra dos novos talentos, primeiro com a apresentação dos alunos das escolas Modatex, Cenatex, Escola Superior de Artes e Design (ESAD), Escola de Moda do Porto (EMP), Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco (ESART) e Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, e depois com os novos talentos selecionados para o Bloom. Carolina Sobral, ARIEIV, João Sousa e 0.9 Virus irão inaugurar a plataforma dedicada aos mais novos, a que se seguirá, pela primeira vez, a presença de sete finalistas da Milano Moda Graduate SS20, uma iniciativa da Camera Nazionale della Moda Italiana.

Nicolas Lecourt Mansion

A abertura do Portugal Fashion aos nomes internacionais faz-se igualmente com o desfile da marca epónima do designer francês Nicolas Lecourt Mansion, vencedor do prémio Andam para marca criativa deste ano.

«A nossa estratégia de internacionalização passa também por trazer o mundo até nós, nomeadamente convidando designers internacionais que possam promover no exterior a nossa fashion week e a fileira moda portuguesa», justifica Mónica Neto, project leader do Portugal Fashion.

Ir para fora cá dentro

A abertura do Portugal Fashion faz-se também em termos de espaços, com a realização de alguns desfiles fora da localização habitual, tal como já fez no passado.

Katty Xiomara

Nesta edição, Katty Xiomara irá mostrar a sua coleção para a primavera-verão 2020 no design hotel Tipografia do Conto, «com uma apresentação inovadora que foge ao modelo tradicional de desfile», garante a organização do Portugal Fashion.

Também off-location, a dupla Marques’Almeida escolheu a Casa de Serralves para revelar as suas propostas para a estação quente do próximo ano, uma coleção já aplaudida na Semana de Moda de Londres.

Também de Londres vem a marca Sophia Kah, da designer Ana Teixeira de Sousa, cujo desfile está agendado para sexta-feira, 25 de outubro, às 19h.

Marques Almeida (London Fashion Week)

Além do formato habitual dos desfiles, onde se encontram os nomes reputados de Luís Buchinho, Diogo Miranda, Hugo Costa, Pé de Chumbo, Miguel Vieira, Alexandra Moura, Maria Gambina e Alves/Gonçalves e os emergentes Rita Sá, Estelita Mendonça, Inês Torcato, David Catalán e Nycole, o programa do Portugal Fashion inclui ainda uma apresentação da designer Carla Pontes e da empresa de componentes de calçado Bolflex. As marcas da indústria não foram esquecidas, com a Meam (sábado, às 17h) e a Concreto (sábado, às 19h) a representarem o vestuário, enquanto a Eureka, Fly London, Gladz, J. Reinaldo, MLV Portuguese Shoes, Nobrand, Rufel e The Baron’s Cage estarão juntas num desfile coletivo do calçado e acessórios.

No total, o 45.º Portugal Fashion conta com 31 desfiles e apresentações, nos quais participam seis escolas de moda, 14 jovens designers (nacionais e internacionais), 22 criadores e marcas (nacionais e internacionais), oito marcas de calçado e cinco marcas de kidswear. «Temos desfiles mais convencionais e apresentações mais performativas, moda de autor mas também pronto-a-vestir, calçado e kidswear, criadores nacionais e internacionais, consagrados e emergentes, escolas de  moda… Tudo isto sem perder o foco na qualidade e originalidade que distinguem a moda portuguesa», sublinha Mónica Neto em comunicado.

Promover o negócio

No seguimento do que já vem sendo uma aposta constante, o Portugal Fashion volta a promover o Brand Up, mas a plataforma deixa de funcionar apenas como showroom e abre as portas ao público em geral, transformando-se num mercado urbano. «Ao funcionar também como urban market, o Brand Up abre-se à cidade e dirige-se a um público mais vasto do que aquele que habitualmente assiste ao Portugal Fashion. Damos assim a possibilidade a mais pessoas de adquirirem produtos de excelência made in Portugal, muitos deles, como é o caso da moda de autor, nem sempre acessíveis ao consumidor», acredita a project leader do Portugal Fashion.

Brand Up

No total, estarão disponíveis 80 marcas de design, moda e lifestyle, incluindo de designers como Carla Pontes, David Catalán, Katty Xiomara, Pé de Chumbo e Susana Bettencourt, assim como, dando seguimento ao acordo alcançado com a ModaLisboa, Opiar, João Magalhães, Duarte, Cristina Real e Archie Dickens powered by ModaLisboa. As marcas de calçado e de vestuário, como Meam, Concreto e Buzina, estarão igualmente representadas, a que se somam diversos nomes de acessórios, bijutaria e joalharia.

Em estreia estão igualmente as Brand Up Sessions, que irão debater vários temas, incluindo sustentabilidade ambiental, redes sociais e comércio eletrónico. Entre os convidados estão a empreendedora Irene-Marie Seelig, global segment lead na Swarovski, a atriz e influenciadora Rita Pereira e a designer de moda italiana Marina Spadafora, que coordena o movimento Fashion Revolution em Itália.