Início Notícias Têxtil

Portugal prepara regresso à Munich Fabric Start

A próxima edição da feira alemã já tem data marcada e realiza-se de 25 a 27 de janeiro de 2022. A organização prevê receber 20 mil visitantes profissionais, que procuram no salão da capital da Baviera um sourcing de proximidade assente na sustentabilidade. De Portugal, está previsto a presença de 30 expositores de tecidos e vestuário que apresentarão as principais propostas para a primavera/verão 2023.

[©Munich Fabric Start]

Com uma experiência de 20 anos, a Munich Fabric Start é, duas vezes no ano, a plataforma de sourcing para o mercado alemão privilegiada pela indústria têxtil e vestuário portuguesa, onde desvenda, muitas vezes em primeira-mão, os últimos desenvolvimentos, inovações e tendências.

Depois de um regresso em força na última edição, realizada de 31 de agosto a 2 de setembro, 30 expositores voltarão a pintar Munique com as cores nacionais durante os três dias da feira.

Uma das áreas em grande destaque no salão da capital da Baviera é a do Sourcing, onde Portugal voltará a ter um espaço especial, batizado Portugal Sourcing, numa iniciativa apoiada pelo CENIT e pela Associação Selectiva Moda.

«A produção portuguesa está perante uma oportunidade única de se apresentar como solução para o futuro da indústria, é importante aumentar ainda mais a presença em Munique para dominar os negócios duradouros pós pandemia e dar resposta aos pedidos de produtos sustentáveis, cada vez mais procurados pelos consumidores na europa central», afirma, em comunicado, a Mundifeiras, representante do certame em Portugal.

[©Munich Fabric Start]
A organização da Munich Fabric Start prevê receber 20 mil visitantes profissionais provenientes, na sua maioria, da Alemanha, mas também da Áustria, Suíça, Holanda, Itália, França, Polónia e Rússia «que procuram um sourcing de proximidade assente na sustentabilidade», aponta a Mundifeiras. «Com a pandemia tornou-se ainda mais acentuada esta necessidade que coloca Portugal na mira de grandes marcas europeias», salienta a representação da feira em Portugal.

A última edição da Munich Fabric Start encerrou com um número considerado satisfatório pela organização: 60% dos espaços ocupados relativamente à última edição homóloga, em setembro de 2019, antes da pandemia ter sido decretada pela OMS. Os visitantes ascenderam os 13.400, entre os quais se destacaram compradores de reconhecidas marcas como Adidas, Karl Lagerfeld, Aigner, Balenciaga, Bestseller, Bogner, Bugatti, Escada, Puma, Tommy Hilfiger, Marc Cain e Strellson.