Início Arquivo

Portugueses atacam CPM

Na próxima edição da CPM – Collection Première Moscou, que se realiza de 4 a 7 de setembro, o português será uma língua obrigatória. As empresas portuguesas estão, cada vez mais, a apostar no mercado russo e a prova é que a feira de moda moscovita irá acolher nove expositores nacionais. Nesta edição que marca o 10.º aniversário da CPM e que se antevê como recorde, estarão na capital russa a Bagoraz-Kalisson, Cheyenne, Dr. Kid, FS Baby, Patachou-Longratex, Play Up, SMF-Ramos & Ramos, Ruga e Topsville Malhas e Confecções. No total, a feira deverá acolher 1.600 coleções, num espaço alargado de mais de 58 mil m2, que deverão atrair 19.500 visitantes profissionais de todo o mundo a Moscovo, segundo as estimativas da organização, a cargo da Igedo. Sob o mote “Meet local – network global”, a feira irá ainda acolher mais de 40 desfiles de moda, coletivos e de designers. «Nunca pensei que esta feira tivesse um crescimento tão rápido. Isso deve-se aos nossos expositores, visitantes e parceiros de negócios e de media fiéis», sustenta Christian Kash, diretor de projeto na CPM. O hall Premium está já completamente lotado. No segmento infantil, a Letónia terá um stand coletivo – numa estreia do país na CPM, à semelhança do Sri Lanka e de Chipre, que estão igualmente pela primeira vez em Moscovo. A área dedicada à moda para os pequenos é, de resto, uma das mais importantes na feira, tendo em conta o desenvolvimento deste segmento de mercado na Rússia, onde cresceu 10,5% entre 2008 e 2012. O enorme potencial dos mercados-alvo da CPM está, inclusivamente, a ser destacado num estudo conduzido pelo instituto de promoção das exportações ITMM GmbH, que concluiu que só as exportações de vestuário da Alemanha para os cinco principais mercados-alvo – Rússia, Ucrânia, Cazaquistão, Bielorrússia e Azerbaijão – irão ultrapassar a barreira dos mil milhões de euros.