Início Arquivo

Portugueses vão aos centros comerciais «passear»

Segundo o estudo intitulado «Where People Shop 2001» realizado pela Healey & Baker, cerca de um terço dos portugueses nunca vão a centros comerciais, e 34% afirmam que só os visitam cinco vezes por ano. No que diz respeito à Europa, os portugueses e os belgas são os que menos procuram as «catedrais do consumo», situando-se mesmo abaixo de países como a República Checa e a Hungria. Este estudo revela ainda que apesar de serem as mulheres as que mais tempo passam nas compram nos centros comerciais, são os homens os que mais os frequentam. Entre 30 e 60 minutos é o tempo que 30% dos portugueses gastam nestas superfícies. A H&B refere ainda que 30% dos europeus apontou a sua última ida a centros comerciais, como sendo para comprar algo específico, seguido da aquisição de bens alimentares. Por seu lado, os portugueses por incrível que pareça, apresentaram como principal razão para visitarem os centros comerciais, como sendo para «passear». Outra razão apresentada pelos portugueses, e ao contrário dos europeus, é a ida ao cinema. Os portugueses sem dúvida, adoram comprar nos saldos, por isso mais de 70% dos inquiridos, afirmaram mesmo que os saldos nunca são de mais. Nos restantes países europeus, só a Bélgica e a França pensam de forma semelhante. Apesar do carro ser ainda o principal meio de transporte para as deslocações aos centros comerciais, os portugueses surpreenderam por estarem acima da média europeia, no que respeita a deslocações a pé para fazer compras. Isto é, 44% dos consumidores portugueses assumiram que esta é a forma como se dirigem habitualmente aos locais de compra. No que diz respeito ao comércio electrónico, o estudo da Healey & Baker indica que menos de 1% dos consumidores portugueses fazem compras na Internet. Uma situação que não difere muito do resto da Europa, dado que a média de compras “on-line” anda também à volta do 1%.