Início Notícias Tecnologia

PrimaLoft reduz pegada ambiental

Com a nova versão P.U.R.E, a empresa de materiais avançados foi capaz de baixar até 70% as emissões de dióxido de carbono. Marcas como Patagonia, Kodiak e Viking, entre outras, deverão incluir a inovadora solução de isolamento na sua oferta ainda nesta estação fria.

[©Primaloft]

Lançada originalmente em 2019, a P.U.R.E. significa literalmente “Produced Using Reduced Emissions”. A inovadora técnica de fabricação tem sido um foco principal para a equipa de desenvolvimento da PrimaLoft, como parte da missão “Relentlessly Responsible” da empresa sedada em Nova Iorque, nos EUA, para ser o mais sustentável possível sem comprometer os seus produtos de elevado desempenho.

Para obter esta nova versão, a equipa de especialistas analisou os materiais, o design do produto e até o próprio processo, inovando a cada etapa.

Deste modo, a PrimaLoft transformou a produção de isolamento sintético, que dependeu de combustíveis fósseis como carvão e gás natural durante longas décadas. A renovada P.U.R.E. incorpora uma abordagem holística que combina materiais, receitas de engenharia, equipamentos e produção de energia, originando uma queda significativa de dióxido de carbono. A técnica de produção patenteada economiza até 70% das emissões de carbono em comparação com os métodos tradicionais ainda amplamente usados ​​na indústria.

[©Primaloft]
«Desde o lançamento original de tecnologia PrimaLoft P.U.R.E., a necessidade de reduzir ainda mais a nossa pegada de carbono enquanto empresa tornou-se crucial à medida que continuamos a missão “Relentlessly Responsible”», explica Mike Joyce. «Priorizamos a otimização dos processos de fabricação com o repensar da forma como desenvolvemos os nossos produtos. A P.U.R.E. oferece mais do que uma solução de produto, é também uma solução de processo» afirma o presidente e CEO.

Três novos produtos – Gold Insulation, Silver Insulation e Black Insulation – serão lançados em 2022 com recurso a esta versão tecnológica mais recente e deverão, assim, chegar ao mercado na próxima estação fria. «Esta mudança significativa na técnica de produção não é o único fator responsável pela redução das nossas emissões de carbono. Desde 1997 utilizamos material reciclado pós-consumo em vez de poliéster virgem para fabricar os produtos PrimaLoft, sempre que possível e sem comprometer a nossa performance de classe mundial. Independente da PrimaLoft P.U.R.E., isso contribui significativamente para baixar as nossas emissões», revela Joyce. «Calculámos uma economia de cerca de 16 mil toneladas de dióxido de carbono desde 2015. Esperamos, contudo, que o impacto geral seja drasticamente reduzido à medida que continuamos a incorporar mais material reciclado e a expandir a tecnologia P.U.R.E. na nossa linha de produtos», salienta.