Início Notícias Retalho

Primark cresce em lojas e vendas

Com uma quebra das vendas comparáveis em maio – devido às condições meteorológicas –, a Primark continua a crescer em vendas totais e a aumentar o número de lojas. Em junho, as vendas comparáveis cresceram na Zona Euro, nomeadamente em Portugal.

A expansão da rede de lojas fez com que a retalhista da Associated British Foods (ABF) aumentasses as vendas nos primeiros 10 meses do corrente ano fiscal. Nas quarenta semanas até 22 de junho, as vendas cresceram 4% em relação ao ano passado. Contudo, em maio, as vendas comparáveis foram afetadas pelas condições meteorológicas. A ABF garante, no entanto, que a retalhista registou melhorias nas vendas em junho, com forte adesão às lojas, e um «significativo» crescimento na quota de mercado.

Na Zona Euro, também as condições meteorológicas afetaram as vendas de maio, porém, em junho, houve uma forte recuperação, assegura a ABF. Apesar de o mercado alemão continuar a ser difícil para a retalhista, as vendas cresceram em países como Portugal, Espanha, França e Itália. Nos EUA, a Primark continua a registar um crescimento encorajador nas vendas comparáveis e nas vendas totais, garante a ABF, acrescentando que espera abrir mais lojas em território norte-americano nos próximos 12 meses.

No primeiro semestre, a margem de lucro operacional cresceu para 11,7% (em relação aos 9,8% do ano passado) devido ao enfraquecimento do dólar americano, melhores condições de compras e um maior rigor na gestão do stock. A ABF antecipa que o efeito do fortalecimento no dólar americano irá reduzir a margem de lucro operacional na segunda metade do ano. A perspetiva para o ano completo é, porém, de um aumento na margem de lucro operacional em relação ao ano passado.

Entretanto, o espaço de vendas aumentou em cerca de 74 mil metros quadrados desde o início do ano financeiro, com 372 lojas a vender de cerca de 1,5 milhões de metros quadrados.

O sucesso da Primark

Chloe Collins, analista sénior de retalho na GlobalDAta, declara ao just-style.com que a oferta de valor da Primark continua a ser um sucesso e que a retalhista permanece numa posição favorável para ultrapassar a Marks & Spencer como líder do mercado de retalho no Reino Unido em 2019.

Birmingham

«A nova loja flagship da Primark em Birmingham – que abriu em abril – superou as expetativas. Tendo em conta a diminuição nas vendas comparáveis, a Primark deve continuar a criar espaços de lazer, que possuam o apelo necessário para impulsionar as idas as lojas», afirma Chloe Collins. «Em Birmingham, a resposta à gama de produtos mais extensa foi favorável. A oferta inclui mais artigos de papelaria, brinquedos e dispositivos eletrónicos do que nos seus restantes espaços. Com esta extensão, a Primark poderá arrebatar vendas a department stores como a Debenhams e a House of Fraser. Deve começar a expandir estas categorias em mais lojas, para potenciar o crescimento», explica.