Início Notícias Marcas

Pulitzer voa das prateleiras

A gigante americana do retalho Target comprova, uma vez mais, o sucesso das parcerias estabelecidas com marcas de design, alcançando uma afluência inédita aos seus espaços comerciais e plataformas digitais depois do lançamento da antecipada coleção com a marca Lilly Pulitzer.

Apenas três horas após o início das vendas no domingo de manhã, dia 19 de abril, a quase totalidade da coleção tinha esgotado através das plataformas online da cadeia de retalho, replicando o fenómeno já assinalado aquando do lançamento da coleção colaborativa com a Missoni em 2011.

Entretanto, em vários espaços nacionais, os estampados floridos e de cores garridas esgotaram em apenas alguns minutos. Os funcionários da Target em Watchung, no estado de Nova Jérsia, comunicaram que a coleção esgotou na meia hora seguinte à abertura. Vários clientes começaram a alinhar-se no exterior da loja às seis da manhã.

DaNae Moore, gerente de uma das lojas da cadeia, localizada na cidade de Washington D.C., adiantou que uma centena de pessoas se encontravam já no exterior da loja no momento de abertura e que a coleção Lilly Pulitzer esgotou em cerca de 15 minutos. «Uma multidão arrecadou quase todos os artigos», afirmou ao The Washington Post.

A procura frenética pelas 250 peças que constituem a coleção obrigou ao encerramento temporário do website da retalhista, durante vinte minutos, nas primeiras horas do lançamento, devido à procura crescente pelas linhas de swimwear, vestidos curtos e macacões antes da abertura oficial das lojas, às 8 da manhã.

Durante a manhã, a Target também restringiu o acesso de visitas ao website, inibindo vários clientes de aceder à plataforma ou ao aplicativo de compras.

«Quando o tráfego se tornou demasiado elevado, tornamos o website inacessível», revelou o porta-voz da Target, Joshua Thomas. «Sabemos que existe muito entusiasmo em torno desta colaboração e pedimos desculpa por qualquer deceção que isto possa ter causado aos nossos clientes», acrescentou.

A coleção tinha lançamento previsto para as 3 da manhã (8 da manhã, hora de Lisboa), mas foi protelado por mais duas horas devido ao tráfego elevado registado na página web da retalhista. O número de visitas foi equivalente ao assinalado na Black Friday, durante o período festivo que envolve o Dia de Ação de Graças, afirmou Thomas.

Num curto espaço de tempo, os itens esgotaram, nos espaços físicos e plataformas digitais, e surgiram imediatamente à venda, a preços mais elevados, em plataformas como o eBay.

A Target procurou incentivar a procura da linha Lilly Pulitzer, com a criação de uma loja temporária em Nova Iorque e através de promoção televisiva, iniciada uma semana antes da data prevista para o lançamento da coleção.

Considerando a velocidade de escoamento desta nova linha, Thomas adiantou que a publicidade paga deverá ser suspensa, incluindo os anúncios promocionais online, e os anúncios televisivos deverão ser retirados hoje.

A marca Lilly Pulitzer era extremamente popular nos EUA durante a década de 1960, usada tanto por celebridades como por donas de casa. A fundadora epónima encerrou a marca na década de 1980 mas foi reavivada pela empresa Sugartown Worldwide uma década mais tarde e Pulitzer continuou a ocupar o cargo de diretora criativa da marca.

Apesar do falecimento de Pulitzer em 2013, a marca continua a ser reconhecida nos EUA e no exterior, oferecendo uma ampla gama de produtos lifestyle, assim como vestuário feminino adornado com estampados arrojados, pelos quais a marca é conhecida.