Início Arquivo

Quiksilver progride na Europa

A Quiksilver continua a progredir na Europa. Tendo fechado o último exercício a 31 de Outubro com um volume de negócios de 250 milhões de euros, a marca registou uma progressão de 30% em 2001. Uma performance que ultrapassou todos os seus objectivos: «Nós apontámos para um volume de negócios de 240 milhões de euros», indica Bernard Mariette, director geral da “Quiksilver Europe”. Quanto ao resultado líquido, ainda não foi conhecido mas Bernard Mariette diz que «nós não vamos ver baixar a lucratividade do grupo mas vamos provavelmente fixarmo-nos no crescimento das vendas». O primeiro trimestre de 2002 deverá continuar a lançar a marca até que atinja uma progressão de 30%. Não há surpresa de qualquer espécie, dado que a Quiksilver conhece o ritmo de crescimento desde há oito anos. «Nós vamos na direcção de qualquer coisa que não é mais um nicho. Há dez anos, nós tínhamos uma microempresa; apesar de representarmos um verdadeiro estilo de vida, não era uma moda, nem um desporto. Todas as empresas do sector souberam reinventar-se e ver mais além», argumentou Benard Mariette. O sector feminino participa nesta subida em força: com um resultado oscilante entre os 30 e os 50% ela deverá representar 25% das vendas em 2002. O homem com 20%, vai permitir realizar 40% do volume de negócios e a criança 20%. Os acessórios e a marca de surf californiana Gotcha (resgatada há dois anos) vêm complementar. A “Quiksilver Europe” dispõe de mais de 100 lojas, três das quais têm como marca principal a “Gotcha”. Dez por cento dos pontos de venda são próprios e os restantes são franchisados. Para 2002 estão previstas 22 aberturas , das quais 40% em França, 20% na Grã-Bretanha, 20% em Espanha e 20% noutros países. Seis a oito das suas lojas serão ainda criadas pela “Quiksilver Europe”. «As lojas obrigam a fortes investimentos: em França, nós somos os únicos a poder fazer estas grandes unidades. Em Itália e na Alemanha, o nosso desenvolvimento não é ainda suficiente para encontrar parceiros», sublinha Bernard Mariette. Devido às longas negociações previstas com a sociedade imobiliária implicada na operação, a loja de Berlim não pôde abrir em Julho de 2001, mas será inaugurada a 17 de Março próximo. Quanto à rede de multimarcas, com 4000 retalhistas na Europa, dos quais 2000 estão em França, ela tende a ser reduzida. Bernard Mariette deseja trabalhar em profundidade com parceiros que privilegiam entre sete a oito grandes marcas. A “Quiksilver Europe” vai lançar este ano uma campanha de publicidade televisiva em toda a Europa, «para mostrar que a indústria do surf conservou as suas raízes». A campanha de 2001 permitiu-lhes atingir 75% da população entre 15 aos 49 anos. Outro vector de comunicação, o programa europeu, dotado de um investimento de 150 000 euros, suportam acções locais que visam a redução da poluição dos oceanos. Entretanto, a “Quiksilver Europe” lançou com a sua colecção Outono-Inverno 2002, uma gama de calçado. «Não se trata de sapatos de skate. Eles são mais elaborados, mais sofisticados para acompanhar a linha Silver Edition e atingir o alvo entre os 17 e os 35 anos», anuncia Bernard Mariette. Preocupado em controlar perfeitamente a imagem da Quiksilver, Mariette preferiu não recorrer à licença para elaborar esta nova família de produtos.