Início Arquivo

Ralph Lauren debaixo de fogo

O uniforme da seleção dos EUA desenhado pela casa de moda Ralph Lauren para os Jogos Olímpicos de Inverno 2014 em Sochi está a gerar ondas de desaprovação dos críticos nos media sociais, sobretudo o casaco em malha, feito em retalhos, com estrelas e riscas. Lauren chamou ao casaco com botões um «meticuloso cardigan em malha e patchwork, realçado com detalhes artesanais e decorado com estrelas e imagens inspiradoras», ao mesmo tempo que sublinhou que é completamente produzido nos EUA. A empresa sedeada em Nova Iorque foi muito criticada quando se tornou público que a produção do equipamento dos EUA para os Jogos Olímpicos de Londres em 2012 tinha sido efetuada na China. Ainda assim, o mundo dos media sociais ficou mal impressionado, considerando os visuais de 2014 de mau gosto e antiquado. «A Seleção dos EUA está vestida como uma tia rica nos Jogos Olímpicos», escreveu um utilizador do Twitter (@Rio2016). «Foi tão simpático a avó de Ralph Lauren se ter voluntariado para tricotar todas as camisolas da Seleção dos EUA. Gosto do toque pessoal», escreveu, por seu lado, @My_Lo. O cardigan, que será usado pelos atletas americanos na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos na Rússia, no dia 7 de fevereiro, será conjugado com uma camisola de gola-alta creme, calças de desporto brancas, botas pretas com cordões vermelhos e um cinto decorado com grafismos patrióticos. «A camisola é um patchwork no verdadeiro sentido da palavra, para criar uma colagem que representa os atletas americanos, que têm a sua própria história para contar», explicou a casa de moda do criador homónimo. Estes Jogos Olímpicos marcam a quarta vez que a Ralph Lauren desenha os uniformes da Seleção americana. A empresa desenhou 65 mil artigos para 650 atletas americanos, todos produzidos nos EUA, segundo o seu website, onde os cardigans estão à venda por 565 dólares (cerca de 420 euros). Todos os lucros serão doados ao Comité Olímpico dos EUA, anunciou a Ralph Lauren.