Início Arquivo

Ralph Lauren processada

A US Polo Association processou a Ralph Lauren em 100 milhões de dólares, 23.5 milhões de contos, com a acusação de que o retalhista tentou varrer toda a sua linha de vestuário, através de uma «campanha de intimidação». O processo, que foi arquivado na passada quinta-feira, diz que o retalhista enviou cartas «ameaçadoras» a vários comerciantes, dizendo que a Associação de Polo violou a marca Polo. «Nós achamos que existe espaço suficiente no mundo para a Polo Ralph Lauren e a US Polo Association coexistirem», disse Gerald Ferguson, advogado da associação, «infelizmente, a Polo Ralph Lauren iniciou uma campanha por carta, com a intenção de destruir o programa de merchandising desportivo da associação». Ferguson acrescentou que a Associação de Polo, enviou amostras da sua marca de roupa à Polo Ralph Lauren para revisão antes de esta ser distribuída e nesta altura não foram colocadas queixas. Esta acção é a última de uma série de atritos entre as duas empresas. Em Junho passado, um tribunal de Nova Orleães emitiu uma regra que negava à revista da Associação de Polo o direito de usar o nome Polo. «A palavra polo significou um desporto por dezenas de anos» comentou Ferguson. «Os jogadores de polo podem utilizar a palavra polo nas suas camisolas para se referirem à associação que governa o seu desporto».