Início Notícias Marcas

Ranking de popularidade

L'Oreal, Nivea, Dove e Chanel figuram entre as marcas mais recomendadas pelos utilizadores nas redes sociais, em posição oposta à ocupada pelo McDonald’s e pela multinacional agroquímica Monsanto, que ocupam os últimos lugares da lista de referenciação.

A pesquisa da agência Social@Ogilvy, da empresa internacional de publicidade e relações públicas WPP Plc., realizada em parceria com a SurveyMonkey, foi apresentada no encontro de publicidade Cannes Lions, que teve lugar no dia 8 de julho na cidade francesa (ver Publicidade no limite – Parte 2).

Cerca de 5.600 pessoas, provenientes de 11 países, que utilizam diversas plataformas de redes socais, como Facebook, YouTube e Twitter, cooperaram com um painel online, no âmbito de um estudo que procurava identificar os verdadeiros defensores de uma marca e a medida dos seu envolvimento. Embora 84% dos utilizadores relatem “Gostar” ou “Seguir” uma marca nas redes sociais, apenas 58% se mostraram dispostos a partilhar as experiências boas e más decorrentes dessa relação. «Descobrimos que as pessoas usavam os “Gostos” como uma medida online, mas é a única medida e não é muito precisa ou profunda», revelou Bennett Porter, vice-presidente de marketing da SurveyMonkey.

A indústria de publicidade, avaliada em 544 mil milhões de dólares, é cada vez mais impulsionada pelo marketing online, num momento em que as marcas seguem os consumidores através dos meios digitais e em dispositivos variados, dos computadores aos smartphones. No maior encontro anual da indústria, realizado na Riviera francesa, as agências e os seus clientes estabelecem parcerias com empresas como a Google e o Facebook, procurando alcançar o público através de mensagens cuidadosamente planeadas, que pretendem mantê-los envolvidos. Os utilizadores de media sociais americanos são menos propensos a interagir com uma marca do que aqueles em mercados emergentes como a China, Brasil e Índia, de acordo com a pesquisa. Apenas 19% dos inquiridos se consideravam «promotores da marca», conceito que define aqueles mais propensos a recomendar marcas e produtos a conhecidos.

Qualidade da marca
A qualidade de uma marca é primordial entre os utilizadores americanos, com 93% a citar essa característica como motivação para recomendar um determinado nome ou produto a amigos ou colegas. «As empresas precisam de ir além da coleção de gostos e “Retweets” [partilha de publicações na rede social Twitter] com conteúdos sem significado», afirmou Thomas Crampton, diretor geral global da Social@Ogilvy. «Através da interação genuína e conteúdos que estabeleçam a ligação com os verdadeiros defensores, as empresas podem impulsionar a sua marca, negócios e reputação de formas não disponíveis antes da era dos media sociais», explicou. Nos EUA, as marcas mais recomendadas pelos media sociais incluem Costco, Nike e Samsung, enquanto o Bank of America, Comcast e Pepsi figuram entre as menos aconselhadas. No Reino Unido, entre os mais favorecidos surgem os grandes armazéns Marks & Spencer, Aldi, John Lewis e Amazon, enquanto a Tesco, Primark, Sky e BT ocupavam os últimos lugares.