Início Arquivo

Retalho alemão protesta contra site da Puma

A Puma reagiu à crítica do retalho alemão, alterando a oferta de alguns dos seus produtos on-line, depois de acusada de concorrência desleal por parte de alguns retalhistas. Assim, a marca decidiu não vender mais no canal on-line (o seu site foi inaugurado em Outubro de 2004), os artigos de running, nem os dedicados ao desporto automóvel, e que não vai propor mais promoções aos internautas alemães. A Puma ainda se disponibilizou para complementar o seu website com uma lista de todas as lojas que vendem os seus produtos no seu país de origem. O site da Puma tem disponíveis duas lojas virtuais, uma para os consumidores americanos e uma para o seu mercado interno. Os resultados do site da Puma são para já pouco significativos no volume de vendas global, e a marca não está a pensar para já apostar mais neste canal.

Em contraposição neste âmbito encontra-se a sua compatriota Adidas, que a partir de Fevereiro disponibilizou aos seus cibernautas alemães os artigos da sua linha Sport Heritage, destinada aos segmentos mais jovens. Mas esta marca é distribuída por uma plataforma de B2C multimarca independente, que também comercializa Ellesse, Levi’s, Reebock, Rip Curl, e mais recentemente a marca Pepe Jeans.