Início Notícias Mercados

Retalho ganha com solteiros

O Dia dos Solteiros teve início na China, na década de 1990, como um evento pouco festivo, mas rapidamente evoluiu para se transformar num fenómeno de consumo no país.

(141111) -- XIANGYANG, Nov. 11, 2014 (Xinhua) -- Workers sort out packages in a dispatching center of China Postal in Xiangyang, central China's Hubei Province, on Nov. 11, a holiday of "Singles Day" that has become China's busiest online shopping day. (Xinhua/Wang Hu)

O Dia dos Solteiros, uma variação do Dia dos Namorados, é comemorado hoje porque a data – 11/11 – é uma reminiscência do conceito de “ramos nus”, a expressão chinesa para solteiros e solteiras.

Em 2009, o grupo Alibaba – o maior mercado online da China fundado por Jack Ma – transformou-o no que é atualmente: um enorme evento de marketing, no qual se vende todo o tipo de artigos, da eletrónica ao vestuário, cosméticos e bens alimentares, todos disponíveis com enormes descontos. O grupo vende através das plataformas Tmall, AliExpress e Taobao Marketplace e através de lojas físicas.

Os cinco pontos que se seguem ilustram a dimensão crescente do fenómeno.

As vendas

Os analistas antecipam que as vendas possam alcançar um novo valor recorde. No ano passado, o Alibaba vendeu cerca de mil milhões de euros nos primeiros três minutos do período de vendas. As vendas totais no Dia dos Solteiros ascenderam aos 57,1 mil milhões de yuans (8,38 mil milhões de euros) em 24 horas, ou seja, quatro vezes maior do que a comemoração americana da Cyber Monday, referente às vendas promocionais que decorrem na segunda-feira posterior ao feriado do Dia de Ação de Graças. Do total de transações realizadas, 43% foram efetuadas com recurso a dispositivos móveis.

Os produtos

Mais de um milhão de produtos foram colocados à venda no ano passado, de acordo com a Comscore. Os clientes, este ano, poderão escolher entre mais de 6 milhões de produtos, provenientes de 40 mil comerciantes e 30 mil marcas. Os consumidores deverão despender uma média de 1.761 yuans por pessoa, um aumento de 22% face ao ano passado, de acordo com uma pesquisa da Nielsen, que contemplou mais de 1.000 utilizadores da internet chineses.

A logística

O grupo Alibaba estima que 1,7 milhões de estafetas, 400 mil veículos de entrega, 5.000 armazéns e 200 aviões serão utilizados pelos seus parceiros na gestão das entregas. O serviço postal do país estima que serão enviadas 760 milhões de encomendas de vários sites de compras chineses nesse dia. Este valor supera, significativamente, os 540 milhões de embalagens produzidas no ano passado. Os retalhistas estão a oferecer diversas regalias, tais como devoluções e entrega gratuitas na transação do canal online para o offline, de acordo com a Bloomberg Intelligence.

As marcas

O Dia dos Solteiros tornou-se um evento mais globalizado. O grupo Alibaba revelou que o Costco Wholesale Corp., a LG Electronics, a Walt Disney, a Fisher-Price, a Lego, a Metro AG e a cadeia J. Sainsbury figuram entre as marcas participantes na edição deste ano. A Apple, a Calvin Klein, a Macy’s e Burberry têm já marcado presença no decorrer dos últimos eventos. Os grandes retalhistas e marcas encaram o Dia dos Solteiros como uma oportunidade de se apresentarem ao consumidor chinês, afirma Brian Buchwald, diretor-executivo da empresa de inteligência de consumo sediada em Nova Iorque, Bomoda. Entre as marcas offline envolvidas nas promoções do Dia dos Solteiros destacam-se a Shanghai Jahwa United, a Suning Commerce Group, o Intime Retail Group, a Estee Lauder Companies e a BAIC Motor.

As celebridades

O grupo Alibaba está a acrescentar também o poder de atração das celebridades, tendo uma lista de convidados que incluiu o cantor americano Adam Lambert e o realizador chinês Feng Xiaogang, conhecido pelas suas populares comédias. Celebridades de Taiwan e da China, incluindo a cantora pop Jolin Tsai, a atriz Vicki Zhao, as cantoras de Mandopop Jane Zhang e Amber Kuo, e a boysband TFBOYS, foram também convidados de uma gala, que teve lugar ontem.