Início Arquivo

Retalho japonês regista abrandamento

O incrível volume das vendas de vestuário registado durante os últimos meses de 2005 no retalho no Japão, registou um abrandamento durante os meses de Janeiro e Fevereiro, conforme foi noticiado pela Woolmark. O consumo de vestuário nas lojas por departamentos e nas cadeias de supermercados do Japão registou uma evolução negativa durante o mês de Janeiro. Este abrandamento não foi inesperado por parte dos retalhistas, devido aos elevados volumes de vendas registados durante os meses de Novembro e Dezembro e a subsequente diminuição no nível de existências. As vendas de vestuário nas lojas por departamentos começaram a registar uma subida moderada durante o mês de Fevereiro, relativamente a igual período do ano anterior, fomentada pela procura de vestuário de senhora. Apesar desta evolução, o consumo nos supermercados, onde a proporção de vestuário informal é maior, permaneceu baixa e os relatórios revelam que esta situação não melhorou ao longo do mês frio e chuvoso de Março. As vendas de vestuário masculino permaneceram abaixo do nível registado no ano anterior ao longo de Fevereiro, nas lojas de departamentos e nos supermercados. Apesar da aparente falta de dinâmica, a melhoria das condições de negócio no Japão, os recentes investimentos realizados nas principais lojas de departamentos e o aumento da confiança do consumidor poderão continuar a fomentar as vendas no retalho de vestuário ao longo do actual trimestre.