Início Arquivo

Retalho têxtil alemão assiste a queda de volume de negócios

O volume do mercado do sector em 2004 desceu para cerca de 56 mil milhões de euros, o que representa uma perda de mil milhões relativamente ao ano anterior, afirma o director da Associação Federal de Retalho Têxtil da Alemanha (BTE), Siegfried Jacobs. Em 2005, a conjuntura económica, na opinião de Jacobs, “não vai apresentar uma melhoria significativa. O sector contentar-se-ia com um volume de negócios similar ao do ano anterior».

O sector da moda teve muito mais sucesso, o qual, segundo a Federação da Moda Alemã, alcançou um volume de negócios em 2004 de cerca de 12,3 mil milhões de euros o que corresponde a uma subida de 4 por cento comparativamente a 2003.

Em 2004 e no que diz respeito ao comércio têxtil, de acordo com a BTE, o vestuário feminino e masculino obtiveram resultados significativamente melhores do que outros ramos do sector. O ano foi mais difícil para áreas do sector têxtil mais abrangentes e para o vestuário jovem. Segundo Jacobs, «tanto as lojas de vestuário de alta qualidade como os artigos têxteis de preços agressivos oferecidos pelas grandes cadeias alimentares e pelos discounts registaram um melhor desenvolvimento nos resultados do que o mercado médio». Os preços médios do retalho de vestuário situaram-se mais uma vez abaixo dos valores do ano anterior.