Início Revista de Imprensa

Revista de Imprensa

  1. Vendas a retalho sobem em maio na zona euro, Portugal com terceiro maior avanço mensal
  2. Fatura de eletricidade reduziu-se em 27 milhões com mecanismo ibérico, diz Governo
  3. Guerra na Ucrânia ‘empurra’ trabalhadores portugueses para nível recorde de ‘lay-off’
  4. Carga fiscal de baixos salários foi a que mais subiu na UE
  5. Parlamento Europeu apoia nova lei que rotula gás e nuclear como energias ‘verdes’
  6. É preciso fechar a torneira aos plásticos e bloquear-lhes o caminho para o mar. E isso não depende só dos consumidores
  7. Outros

1Vendas a retalho sobem em maio na zona euro, Portugal com terceiro maior avanço mensal

dinheirovivo
Em Portugal, as vendas a retalho subiram 1% face a maio de 2021.

2Fatura de eletricidade reduziu-se em 27 milhões com mecanismo ibérico, diz Governo

ri.jornalnegocios
Em cada um dos primeiros15 dias de aplicação da medida houve uma redução do preço do MWh de no mínimo 10 euros e de no máximo 104,42 euros, hoje [quarta-feira] atingidos, disse António Costa no Parlamento.

3Guerra na Ucrânia ‘empurra’ trabalhadores portugueses para nível recorde de ‘lay-off’

ri.expresso
Em maio estavam em lay-off 11.272 trabalhadores em Portugal. São mais num só mês do que os contabilizados ao longo de todo o ano 2011, com a troika em Portugal.

4Carga fiscal de baixos salários foi a que mais subiu na UE

ri.jornalnegocios
Numa década, a carga fiscal em Portugal para os salários mais baixos subiu 7 pontos percentuais, o maior aumento da União Europeia. A progressividade é, no entanto, das mais elevadas entre os 27 Estados-membros.

5Parlamento Europeu apoia nova lei que rotula gás e nuclear como energias ‘verdes’

ri.lusa
As regras aplicar-se-ão a partir de 2023, a menos que 20 dos 27 Estados-Membros da UE as rejeitem.

6É preciso fechar a torneira aos plásticos e bloquear-lhes o caminho para o mar. E isso não depende só dos consumidores

ri.observador
Académicos e investidores não querem acabar com o uso dos plásticos, mas reconhecem que é preciso mais ação, ciência e financiamento para melhorar a produção, distribuição e recuperação dos produtos.

7Outros

dinheirovivo

António Saraiva: “Transportes são essenciais. Restrições não são solução”

Conferência da CIP sobre mobilidade discutiu ontem transformação rumo à descarbonização, “o desafio das nossas vidas”, conforme descreveu o presidente da CML, Carlos Moedas.

Católica. Portugal quebra no 2.º trimestre e inflação pode chegar a 8% este ano

“Custos humanos e económicos da guerra da Ucrânia são muito elevados, mas não se notam ainda, de forma inequívoca, nos dados da atividade em Portugal”, alertam os economistas da UCP.

eco

Hackathon da Henkel está de volta para acelerar ideias de negócios de mulheres empreendedoras

De 1 a 3 de setembro, o Xathon vai reunir, em Berlim, 100 mulheres empreendedoras, especialistas e mentoras. As inscrições estão abertas.

Paulo Azevedo vê escola “desadequada à sociedade e expectativa dos jovens”

Presidente da Fundação Belmiro de Azevedo frisa que falta de capacidade financeira “condiciona os jovens” nos estudos e “acaba por espartilhar as suas escolhas logo nos níveis mais baixos do ensino”.

ri.expresso

Bolsas europeias recuperam das perdas, mas PSI estagna

O PSI fechou a sessão desta quarta-feira praticamente inalterado, com uma subida ligeira de 0,08% nos 5884,09 pontos.

ri.jornalnegocios

Petróleo mantém queda. Mas há quem considere manifestamente exagerados os receios de recessão

Durante a manhã, os preços ainda conseguiram recuperar em torno de 1%. Mas a retoma não foi duradoura.

Crédito ao consumo em máximo de 19 anos

Desde, pelo menos, janeiro de 2003 que a banca não concedia tanto crédito ao consumo. Em maio deste ano, foram concedidos 551 milhões de euros para este fim. Já no segmento habitação, o crédito ascendeu a 1.519 milhões.

ri.jornaldenoticias

Investigadores portugueses eleitos membros de organização europeia de ciência

Dois investigadores portugueses vão ser esta quarta-feira eleitos para serem membros da Organização Europeia de Biologia Molecular (EMBO).

ri.lusa

Eslovénia começa a racionar a água potável na península adriática da Ístria

Foi proibida “qualquer utilização não essencial da água”, avançaram as autoridades, cujo principal objetivo é evitar possíveis ruturas de abastecimento

Costa diz a empresários alemães que Portugal é de confiança com estabilidade política e contas certas

António Costa foi ainda mais longe em defesa das vantagens competitivas de Portugal, dizendo que “o lastro mais pesado”, que tinha a ver com as qualificações, “é um lastro que as novas gerações não vão ter de suportar”.

Retomada produção de petróleo e gás na Noruega, após fim de greve forçado

O gigante do petróleo e gás norueguês Equinor anunciou, esta quarta-feira, que retomou a produção em três campos de petróleo e gás após a intervenção de Oslo para pôr fim a uma greve que ameaçava as exportações cruciais da Noruega.

Libra esterlina cai face ao dólar para mínimo desde março de 2020

A libra esterlina caiu para o nível mais baixo face ao dólar em mais de dois anos, tendo sido negociada abaixo de 1,19 dólares, um mínimo desde março de 2020, quando o Reino Unido entrou em confinamento para conter a pandemia.

modalisboa

Valentim Quaresma integra nova exposição no Espaço Exibicionista

Valentim Quaresma é um dos 26 artistas representados na exposição coletiva, “Library”, que pode ser visitada até 13 de agosto, no Espaço Exibicionista, em Lisboa. Os livros são o tema central desta mostra, que reúne obras de pintura, ilustração, digital media e escultura.

ri.noticiasaominuto

Portugal é “destino único” para centros de dados

Estudo revela que “Portugal oferece uma localização única para centros de dados”.

jornaleconomico

Primeiro semestre fecha com diminuição de 6,8% nas insolvências

Já a criação de empresas em junho diminui de 3.161 em 2021 para 3.160 em 2022. No acumulado do ano verifica-se um acréscimo de 18,7% face a 2021.

ri.portugalnews

FMI prevê crescimento de 5,8% para a economia portuguesa em 2022

No documento do Fundo Monetário Internacional (FMI) relativo ao “Staff Report for the 2022 Article IV Consultation”, publicado a 30 de junho, o FMI projeta um crescimento de 5,8% em 2022, constituindo uma revisão em alta em 1,3 p.p. face ao comunicado de maio, refletindo assim a recuperação do turismo e da procura interna no primeiro trimestre deste ano, apesar de se esperar que nos restantes meses a atividade seja negativamente afetada pelos efeitos desfavoráveis da procura dos parceiros comerciais, condições de troca adversas, custos mais elevados de energia e materiais e um clima de menor confiança.