Início Revista de Imprensa

Revista de Imprensa

  1. Têxtil de Esposende dá “brilho” aos coletes amarelos em Paris
  2. Só 6,3% das empresas em Portugal são exportadoras
  3. Levi Strauss quer entrar em bolsa
  4. Trump admite adiar tarifas punitivas sobre exportações chinesas
  5. Brexit sem acordo seria “catastrófico”. Ford pressiona Theresa May
  6. Lixo electrónico? Japão transforma-o em medalhas olímpicas para Tóquio 2020
  7. Outros

1Têxtil de Esposende dá “brilho” aos coletes amarelos em Paris

ri.jornalnegocios
A Lipaco está em França a apresentar um fio que aumenta a capacidade refletora dos “gilets jaunes”. Até 14 de fevereiro, a feira Première Vision conta com uma delegação de meia centena de exportadoras portuguesas.

2Só 6,3% das empresas em Portugal são exportadoras

eco
Em 2017, mais de metade do crescimento da economia veio das exportações líquidas. As empresas exportadoras são poucas em número mas valem mais de um terço do volume de negócios do total de empresas.

3Levi Strauss quer entrar em bolsa

dinheirovivo
A famosa marca de jeans quer regressar ao mercado de capitais. Na operação pública de venda pretende captar 100 milhões de dólares.

4Trump admite adiar tarifas punitivas sobre exportações chinesas

ri.lusa
Os EUA tinham dado prazo à China, até ao dia 1 de março, para chegarem a acordo antes de elevar de 10% para 25% as tarifas alfandegárias que aplicam às importações provenientes da China.

5Brexit sem acordo seria “catastrófico”. Ford pressiona Theresa May

jornaleconomico
A empresa norte-americana apresentou recentemente a Theresa May medidas que pondera tomar caso se concretize uma saída britânica da UE sem acordo. Todas as opções estão em cima da mesa, incluindo uma transferência da produção do Reino Unido para outro país europeu.

6Lixo electrónico? Japão transforma-o em medalhas olímpicas para Tóquio 2020

ri.publico
A organização dos Jogos Olímpicos de 2020 já recolheu mais de seis toneladas de metais preciosos contidos em dispositivos descartados. Objectivo é alertar para o desperdício dos aparelhos electrónicos.

7Outros

ri.correiodamanha

Banca dá 27 milhões de euros por dia para habitação

Crédito para compra de casa ultrapassou 9,8 mil milhões de euros em 2018.

ri.diariodenoticias

Cartões de crédito em máximos da década

Há mais portugueses a recorrer a cartões de crédito e a pedir empréstimo para comprar carro.

dinheirovivo

Precários. Portugal lidera peso dos contratos de trabalho de um ano ou menos

Os vínculos de emprego com seis meses de duração ou menos valiam quase metade do emprego temporário em Portugal, indica a OIT.

El Corte Inglés lança serviço de entregas em duas horas

Serviço de entregas ao domicílio está disponível para as lojas da cadeia espanhola no mercado nacional e tem um custo associado.

eco

Orçamento do Estado espanhol foi chumbado. Sánchez deve convocar eleições antecipadas

O governo do PSOE enfrenta derrota pesada com o chumbo do OE. Eleições antecipadas são o cenário mais provável, mas Sánchez só deverá dar anúncio depois de se reunir com os seus ministros.

ri.expresso

“Somos muito lentos na tomada de decisão”

As empresas portuguesas sabem responder eficazmente a mudanças no contexto de negócio, mas no que toca à velocidade nos processos de tomada de decisão, estão muito abaixo da média europeia. É preciso trabalhar a autonomia das lideranças em Portugal, defende Pedro Brito, diretor nacional de negócio da Mercer| Jason Associates

ri.jornalnegocios

Fecho dos mercados: Bolsas ganham com EUA-China, euro perde com incerteza em Espanha e cobre continua a valorizar

Os investidores mostraram-se otimistas com as boas perspetivas de um acordo comercial entre os Estados Unidos e a China, bem como perante a possibilidade de se evitar um novo “shutdown” parcial do governo norte-americano.

Nasceram 37 mil empresas em Portugal em 2017

Pela primeira vez nos últimos cinco anos, a dimensão média das sociedades não financeiras nascidas excedeu a das que fecharam portas. O volume de negócios seguiu em linha, tendo crescido 9,1%.

Produção industrial na Zona Euro regista maior queda desde 2009

A produção das indústrias na região da moeda única desceu 4,2% em dezembro, em termos homólogos, a maior queda em nove anos. Apesar do desempenho negativo no final do ano, este indicador cresceu 1,1% em 2018.

Ikea quer lançar plataforma digital com produtos de rivais

A gigante nórdica do imobiliário e decoração ainda está a avaliar se criação de uma plataforma global com produtos de outras marcas seria através do seu site ou de terceiros como a Alibaba ou Amazon.

ri.lusa

Vendas a retalho do Brasil cresceram 2,3% em 2018

As vendas a retalho no Brasil registaram uma subida de 2,3% em 2018, o maior crescimento em cinco anos, divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

jornaleconomico

“Ter emprego nem sempre garante condições de vida dignas”, diz OIT

Organização Internacional do Trabalho publicou esta quarta-feira o ‘World Employment Social Outlook’, no qual analisa as perspetivas sociais e de emprego no mundo este ano. Mantêm-se ‘défices de trabalho decentes’, assinala.

Economia portuguesa terá abrandado para 2,1% em 2018

Depois do bom desempenho em 2017, com a economia portuguesa a crescer 2,8%, o abrandamento já era esperado. A confirmar-se a previsão dos economistas consultados pelo Jornal Económico, o PIB de 2018 ficará ligeiramente abaixo dos 2,3% esperados pelas Finanças.

“A economia chinesa está a crescer bastante menos do que se pensa”, alerta economista da Arcano

A fraqueza do investimento está a pressionar a economia chinesa, que deverá expandir 5% este ano, abaixo da projeção de 6,5%, diz Ignacio de la Torre, economista-chefe da consultora financeira espanhola Arcano Partners. Em relação à zona euro, diz que algumas das causas do abrandamento são temporárias.

ri.portugalnews

Crescimento económico é o mais fraco desde 2012

A Agência Nacional de Estatística britânica, ONS, revelou ontem que o PIB cresceu 0,2% no quarto trimestre de 2018, ficando, assim, ligeiramente aquém dos 0,3% previstos.