Início Revista de Imprensa

Revista de Imprensa

  1. Vendas no comércio a retalho aumentam 1,2% em janeiro
  2. Incentivar empresas a criarem mais postos de trabalho é o grande desafio
  3. Actividade da indústria e serviços da China desce para mínimos
  4. Consumo privado e público explica crescimento de 1,5%
  5. TAP: “Norte tem sido vítima de política colonial”, acusa Rui Moreira
  6. Lisboa no ranking de “cidades e regiões do futuro” do Financial Times
  7. Outros

1Vendas no comércio a retalho aumentam 1,2% em janeiro

Recuperando face à descida homóloga de 0,5 em dezembro.

2Incentivar empresas a criarem mais postos de trabalho é o grande desafio

Governo insiste que é essencial recuperar rendimento das familias e criar condições para empresas investirem.

3Actividade da indústria e serviços da China desce para mínimos

A actividade industrial da China caiu, em Fevereiro, pelo sétimo mês consecutivo, para o valor mais baixo desde Janeiro de 2009. Já a actividade dos serviços registou o crescimento mais lento desde Dezembro de 2008.

4Consumo privado e público explica crescimento de 1,5%

O consumo acelerou, compensando o abrandamento registado no investimento no ano passado.

5TAP: “Norte tem sido vítima de política colonial”, acusa Rui Moreira

“Enquanto empresa pública, nos últimos anos, a TAP foi um instrumento que tentou fazer com que o aeroporto Francisco Sá Carneiro não crescesse e o Norte não existisse”, apontou o autarca do Porto.

6Lisboa no ranking de “cidades e regiões do futuro” do Financial Times

No ranking que destaca “Cidades e Regiões Europeias do Futuro 2016-17”, a capital portuguesa aparece em 5º lugar.

7Outros

Número de insolvências está a cair há três anos, revela estudo

Documento elaborado pela Informa D&B, concluiu que em Portugal os processos de insolvência mantêm pelo terceiro ano consecutivo (- 24,7% entre 2013 e 2015), uma tendência de descida.

 

ri.diarioeconomico

Meta do PIB fica mais difícil com desilusão no investimento

Os últimos três meses de 2015 registaram um crescimento ligeiro da economia, mas deixam também alertas: a dinâmica de investimento arrefeceu e isso é um risco para este ano.

Preços caem na zona euro e dão força ao BCE para reforçar estímulos

Preços recuaram 0,2% em Fevereiro, à conta da energia. BCE reúne na próxima semana.

Expansão dos portos de Sines e Leixões vai avançar em duas fases

O Governo quer primeiro prorrogar as actuais concessões e depois lançar concursos para novos terminais de contentores nos dois maiores portos do país.

 

ri.expresso

Bolsas mundiais continuaram a cair em fevereiro, mas queda abrandou

O conjunto das bolsas mundiais perdeu 0,89% em fevereiro, segundo o índice MSCI. Japão, Índia, Suíça e Itália estiveram em destaque pela negativa. PSI 20, da Bolsa de Lisboa, perdeu 5,9%. Depois de recomendação tímida do G20, China é a primeira economia a decidir novos estímulos.

 

ri.jornalnegocios

PSI-20 em alta ligeira com Jerónimo Martins e Galp a impulsionar

A bolsa nacional abriu a sessão em alta ligeira, impulsionada pela Jerónimo Martins e pela Galp Energia. A Nos também contribui para os ganhos, depois de ter apresentado uma subida dos lucros.

O que significaria para as empresas a eleição de Donald Trump

Dan Clifton, director da análise política na Strategas, pondera o impacto, nos mercados, da corrida às presidenciais norte-americanas de 2016.

Actividade industrial da Zona Euro atinge mínimos de um ano

Na duas maiores economias do euro, França e Alemanha, o sector ficou muito próximo da estagnação.

Economia grega afinal cresceu no último trimestre

A agência de estatísticas grega reviu os dados da evolução do PIB. Afinal, a Grécia, de acordo com esses valores, não entrou em recessão. A economia até cresceu no último trimestre de 2015.

 

ri.jornaldenoticias

Nova lei dos saldos trouxe “enorme confusão para o setor”

A nova lei dos saldos, em vigor há um ano, trouxe “uma enorme confusão para o setor”, considera o vice-presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal.