Início Notícias Tecnologia

Robótica desperta o interesse da indústria de vestuário

Acordos, empregos e patentes na robótica para a indústria de vestuário têm vindo a aumentar nos últimos anos, de acordo com os dados da GlobalData. Os números mostram que o sector parece rendido ao potencial da robótica no negócio, mas há uma redução na inovação no último ano.

Veit na Texprocess 2019 [©Messe Frankfurt GmbH/Pietro Sutera]

Tendo em conta indicadores específicos, a indústria de vestuário tem vindo a assistir, nos últimos anos, a um crescimento da atenção dada à robótica, segundo os dados da empresa de análise de mercado GlobalData, acompanhando a tendência que se verifica em múltiplas outras indústrias, havendo cada vez mais empresas a realizar negócios na área da robótica, a contratar pessoas especialistas neste domínio e a fazer referências ao tema nos seus relatórios no início de 2021.

Na área do vestuário, embora os acordos e negócios não sejam ainda muito significativos, os padrões de contratação de recursos humanos mostram que a indústria está a dar cada vez mais atenção à robótica. No segundo trimestre deste ano, indica a GlobalData, citada pelo just-style.com, havia 1.332 anúncios de emprego ativos para posições relacionadas com robótica na indústria de vestuário, um aumento significativo face aos 752 no mesmo trimestre do ano passado.

AB Industries na Texprocess 2019 [©Messe Frankfurt GmbH/Pietro Sutera]
A empresa de análise de mercado refere ainda que este interesse na robótica está igualmente visível nas menções de palavras-chave em documentos financeiros. Houve cinco menções a robótica nos relatórios das maiores empresas de vestuário no segundo trimestre de 2021. Este número, contudo, representa uma diminuição face ao mesmo período de 2019, quando a robótica foi referida oito vezes.

De acordo com a GlobalData, a robótica está igualmente a ter um papel menos relevante a alimentar a inovação no sector do vestuário. Em média, houve cinco patentes no vestuário relacionadas com robótica no segundo trimestre de 2019, um número que caiu para duas patentes no mesmo trimestre de 2020.