Início Arquivo

Russell Corp. em reestruturação

O fabricante de vestuário Russel Corp., vai cortar entre 130 e 150 postos de trabalho, e fechar um centro de distribuição em Mount Airy, como parte de um plano de consolidação na sua divisão de Cross Creek Apparel, na Russell Artwear. Após a consolidação, que se espera esteja completa em Março, Cross Creek vai deixar de ser uma divisão única. A empresa afirmou que mais cortes de funcionários são esperados, sendo que a sua força de trabalho de 600 irá passar para cerca de 300 ou 350 até à próxima Primavera. No passado, Cross Creek operava em três diferentes linhas de negócios: retalho, artwear e marcas próprias. A linha de retalho, está a ser eliminada, dado que a Russell licenciou a marca Cross Creek para o retalho, para que outras empresas as façam e vendam. A artwear, que era a principal linha da Cross Creek fazia camisolas que eram depois vendidas aos distribuidores. «Nós vamos pegar nessa parte do negócio e consolidá-lo em Atlanta juntamente com outras marcas que fazem o mesmo», afirmou Nancy Young, porta-voz da Russell. A artwear vai continuar a vender a marca das camisolas de golf de Cross Creek. O negócio das marcas próprias, que fabricavam produtos para vários clientes sob os nomes de marca dos mesmos, vai permanecer em Mount Airy. E os empregados vão continuar a produzir produtos para o negócio das marcas próprias e artwear. O plano da Russell de consolidação das operações da Cross Creek na Russell Artwear, foi anunciada em Julho passado, como continuação de um programa de três anos de reestruturação que teve início em 1998, no sentido de ajudar a empresa a tornar-se mais competitiva internacionalmente e a aumentar os ganhos dos accionistas. Este último anúncio envolve uma perda de cerca de 200 postos de trabalho. O presidente e director geral da Russell, Jack Ward afirmou que devido ao sucesso da reestruturação da empresa, esta está agora a trabalhar num plano de crescimento do lucro de seis pontos “Six Point Profit Growth Plan”, e que espera vá gerar uma redução de custos de mais de 50 milhões de dólares (11 milhões de contos) por ano até 2003 e uma melhoria de posição competitiva da Russell’s. Desde Julho de 1998, que a Russell despediu já cerca de 5 000 trabalhadores e fechou 20 fábricas.