Início Arquivo

Saber mais

O capital humano é hoje um fator diferencial no seio de uma organização. Na era do conhecimento em que vivemos, a formação é uma ferramenta imprescindível para as empresas e tem vindo a ganhar um relevo especial nos nossos dias. A competitividade de uma organização depende, no essencial, da forma como utiliza os seus recursos humanos e na continuidade do desenvolvimento intelectual destes. Desta forma, o Jornal Têxtil de maio convida-o a viajar pelo universo formativo da Universidade do Minho (UM) e das escolas profissionais Modatex e Citeve, que revelam assim as vantagens para as empresas que apostam em recursos humanos qualificados e que se preocupam em dar continuidade à formação inicial. Com diversas ofertas, estas instituições procuram responder às necessidades reais da indústria têxtil e vestuário, formando pessoas capazes de assumir funções específicas nas empresas, quer seja na parte criativa, nomeadamente com os cursos de design de moda, quer na parte de investigação, com os cursos de engenharia têxtil, quer em formações modulares específicas e customizadas à medida de cada um ou até na conclusão de um grau de ensino. Para além das mais-valias pessoais que uma nova formação pode trazer, os efeitos na produtividade de uma empresa ou organização são evidentes, quando todos os seus funcionários são devidamente qualificados. Conheça as possibilidades ao seu dispor para melhorar os recursos humanos da sua empresa e a sua competitividade nesta edição do seu JT.