Início Arquivo

Salsa no Dubai e Qatar

A Salsa prepara-se agora para conquistar os mercados do Médio Oriente. Propriedade da empresa Irmãos Vila Nova, Lda. (IVN) e após ter aberto uma loja num centro comercial do Qatar, no passado mês de Fevereiro, a Salsa pretende ainda começar a comercializar os seus produtos no Dubai, através do fortalecimento da parceria estabelecida com um empresário local que trabalha também com outras marcas como a Virgin e Inditex.

 

Ainda para este ano, a marca portuguesa pretende abrir mais nove lojas, três das quais no estrangeiro. Ao mesmo que tempo que investe na consolidação da marca em Portugal, a IVN aposta fortemente no mercado espanhol e vai dando os primeiros passos em mercados mais desconhecidos, como é o caso do Médio Oriente. André Fonseca, director de marketing explica que «nós constatámos que, na rua, as jovens usam lenço e algumas até “burka”, mas por baixo vestem o mesmo que as ocidentais».

 

Cuidado é a palavra que melhor define a estratégia de internacionalização da Salsa, pois para o presidente da empresa, Filipe Vila Nova, «temos todo o mundo à nossa espera, mas temos que ser serenos e avançar com os pés bem assentes na terra». Este novo primeiro ciclo de internacionalização está, segundo a Salsa, pensado para cinco anos.

 

A formação é outra das preocupações constantes da IVN, pois «nenhuma marca e nenhuma estratégia conseguem ter sucesso e resistir à falta de capacidade técnica», daí, que na empresa todas as acções de formação são constantes «para toda a gente da empresa».

 

Tendo a noção de que «o nosso público é irreverente e sabe o que quer» todos os meses há peças novas nas lojas. O sucesso da Salsa deve-se também à leitura exacta que fazem do comportamento dos consumidores, pois o «mercado não é igual no Minho e no Algarve. E é muito diferente em Espanha ou no Qatar».

 

A invasão da Salsa em Portugal continua cada vez mais forte com as recentes aberturas na Madeira, no MadeiraShopping, no dia 27 de Março e hoje em Bragança no Fórum Theatrum.