Início Notícias Têxtil

Savior garante reputação de ferro

A empresa especializada em malhas, que conta com 32 anos de atividade, está empenhada em construir uma reputação mais forte além-fronteiras, baseada no desenvolvimento de produtos tricotados para todos os segmentos.

Francisco Silva, Luciano Filipe Dias e Luciano Dias

A Savior, fundada por Luciano Dias em 1986, tem no desenvolvimento de produto o grande trunfo, operacionalizado por um conjunto de empresas que, embora em regime de subcontratação, trabalham quase em exclusividade para a especialista em malhas. «Temos uma tricotagem que trabalha praticamente só para nós e também uma tinturaria com cerca de 80% das pessoas a trabalharem para nós», revela o CEO Luciano Dias. «Trabalhamos sempre com as mesmas empresas», sublinha.

A versatilidade da Savior é, atualmente, uma das suas mais-valias, acredita Luciano Filipe Dias, a segunda geração envolvida no negócio familiar. «Tentamos abranger vários mercados, desde trabalhar com fibras naturais aos sintéticos. Temos um leque de produtos alargado para tentar abranger o máximo possível do mercado», afirma ao Portugal Têxtil. Isso permite à empresa oferecer malhas para os mercados de desporto, moda e uniformes de trabalho.

2017: ano de boa memória

Diariamente, a Savior, que em 2017 faturou 7,2 milhões de euros, vende cinco a seis toneladas de malha, para cerca de 500 clientes, sobretudo em Portugal, mas também em Espanha e Itália e que têm aumentado as suas compras de ano para ano. «Em 2017 tivemos um crescimento de 20% e foi na parte da exportação», adianta Luciano Dias. «Entraram clientes novos e temos alguns cada vez mais fortes, que aumentam as quantidades, sobretudo no mercado médio/alto. No mercado de gama mais baixa caímos, mas no segmento alto, por exemplo para França, vendemos mais e isso às vezes faz a diferença na faturação», reconhece o CEO. «Estamos a trabalhar mais o artigo diferenciado, que é o que dá mais valor. Os artigos mais básicos têm cada vez menos saída», admite.

Malhas de valor

Bom preço, um produto de qualidade e rapidez de resposta são, por isso, a proposta de valor da Savior. «Como armazenistas que somos, e é essa a nossa vertente, para além de juntamente com os nossos parceiros podermos desenvolver produtos novos, a nossa ideia é passar uma mensagem de confiança aos clientes, com qualidade, preço, bom serviço e rapidez na entrega», afirma Francisco Silva, o comercial que tem vindo a impulsionar o mercado de desporto, nomeadamente com a presença da empresa na Ispo Munich. «Quando vim para a Savior há oito anos, a convite do Luciano, foi precisamente para a parte comercial da linha de desporto. Fomos aprendendo, melhorando e crescendo. Com a vinda do Filipe [Dias] houve uma injeção de adrenalina», destaca.