Início Notícias Marcas

Sem Macaquinhos no sótão

…mas com eles no guarda-roupa. A marca de vestuário infantil nasceu pelas mãos de uma jornalista que, na verdade, pode ser vista como exploradora do reino animal – onde descobre os padrões originais das peças da Macaquinhos.

A primeira coleção da marca foi apresentada em junho último, pelo que, tal como os seus clientes, também a Macaquinhos está agora a dar os primeiros passos.

«Quando deixei o jornalismo – fui jornalista durante 14 anos, 10 dos quais dedicados a marcas – quis parar um tempo e foi aí que nasceu o projeto. Sem muito jeito para estar parada, quando dei por mim já estava a produzir a primeira coleção», conta Eduarda Carvalho ao Portugal Têxtil. A aposta numa marca nativa digital pareceu-lhe, à data, tão simples como juntar um mais um.

«Desde que fui mãe, passei a valorizar cada minuto e não gosto de perder tempo em compras, por isso, o online é uma excelente solução que uso para toda a família», admite.

Com propostas de vestuário dos 0 meses aos 5 anos – e a partir dos 5 anos por encomenda – a Macaquinhos faz do algodão rei em peças como fofos, jardineiras ou calções de peito, sugerindo ainda acessórios como fraldas de pano, fitas de chucha e babetes, «sempre possíveis de combinar com qualquer artigo da coleção».

Entre cliques, é possível percorrer a coleção outono-inverno 2017/2018 da Macaquinhos – que, além de macacos, tem raposas, pinguins, andorinhas e pandas –, bem como uma coleção-cápsula exclusivamente dedicada ao Natal.

«Temos algumas encomendas personalizadas para clientes com filhos de várias idades que querem ter roupa com o mesmo padrão, mas em peças diferentes e é algo que gostamos muito de fazer», revela Eduarda Carvalho.

O leque de preços da Macaquinhos varia entre os 7 e os 67,50 euros.

Neste momento, o mercado nacional é o melhor recreio da marca e representa a maioria das vendas – que têm assistido a um crescimento «considerável».

«Já tivemos algumas propostas de mercados internacionais que mereceram a nossa atenção, mas ainda não nos aventurámos. Talvez em breve», afirma Eduarda Carvalho.

As peças da Macaquinhos são feitas no Centro, em Leiria. Eduarda Carvalho desenha as peças e escolhe os tecidos, deixando a confeção para uma costureira.

«Fiz questão de procurar uma produção de qualidade porque acho que isso marca a diferença e a qualidade da peça», sublinha.