Início Notícias Tendências

Séries e veganismo ditam tendências em 2021

O escapismo continua na base das preferências dos consumidores na primeira semana de janeiro. Os brilhos, o luxo e a consciência, de resto, serão as principais tendências para o novo ano que agora se iniciou.

Bridgerton [©Sourcing Journal]

Os consumidores domésticos voltaram a estar focados nos serviços de streaming como forma de distração, com 63 milhões a verem a nova série da Netflix, Bridgerton, que remete parra o século XIX e combina o drama da série Gossip Girl com a realeza das classes privilegiadas de Londres. A série que conquistou milhares de utilizadores da Netflix é marcada pela moda e pelos acessórios de luxo da época, o que para os consumidores acaba por ser bem-vindo, por contrariar a tendência do loungewear que cresceu com a pandemia, noticia o Sourcing Journal.

Os dados mais recentes, emitidos pela plataforma de moda global Lyst, destacam o “regencycore” como um dos temas mais populares, inspirado na série e definido por corpetes, tiaras de pérolas e penas, luvas compridas e vestidos da linha império, categorias que aumentaram nas pesquisas da Lyst com a estreia da série. Simone Rocha, Magnetic Midnight, Rasario, Dion Lee, Brock Collection e Erdem são alguns dos nomes que lideraram as pesquisas na Lyst.

A Edited também confirmou a adesão a esta tendência ao observar que os produtos presentes nos serviços de streaming estão a atirar um grande número de seguidores e a aumentar a procura por esta tendência. A influência da série não afeta apenas o vestuário e acessórios, mas também a paleta de cores dos mesmos, já que a Edited constatou que os tons pastel e brilhantes vão aumentar em popularidade, motivo pelo qual vários designers incluiram estas cores nas coleções da estação quente de 2021. Os bordados floridos e os detalhes leves também vão deixar marcas no mundo da moda.

Até ao momento, a Lyst revelou que a moda regencycore da série Bridgerton, o veganismo, o fitness e conjugações chamativas são algumas das tendências mais pesquisadas do início de 2021.

Influências virais

A tendência do houndstooth está também a aumentar como resultado da cultura pop. Um post de Beyoncé comprova isso mesmo, já que a cantora abusou desta tendência da cabeça aos pés, o que fez com que os seguidores procurassem artigos do mesmo género. O coordenado com gola alta usado pela artista aumentou as pesquisas por este tipo de artigo em 51%, revela a Lyst que afirma que a procura por cardigans e coletes com este padrão também crescerem 65% no início do mês.

Beyoncé [©Fashion Bomb Daily]
As lantejoulas e o vestuário que não passa despercebido são também duas grandes tendências como forma de animar os consumidores durante o período de incerteza, agravado pelo estado da crise pandémica. O artista pop Harry Styles e a atriz Phoebe Waller-Bridge usaram casacos de lantejoulas no videoclipe da “Treat People With Kindness”, o que gerou um aumento de 425% na procura na plataforma por este tipo de artigos com brilhantes. Também as calças brancas com corte largo ganharam popularidade com a música.

O segmento de activewear continua a ser uma tendência importante, principalmente no início do novo ano, em produtos como leggings, macacões de treino e soutiens desportivos, que cresceram 144%, 71% e 86%, respetivamente, na Lyst.

Os consumidores mostraram-se ainda recetivos ao “veganuary”, uma campanha que promove o veganismo no mês de janeiro. Nos primeiros cinco dias do mês, a Lyst referiu que conceitos como “couro vegano”, “eco-friendly” e “reciclado” cresceram 62% em conjunto, o que faz os especialistas acreditarem que o veganismo – e o denim vegan –  será uma tendência forte em 2021.