Início Arquivo

Shandong Weiqiao Textile Group

A Weiqiao assistiu a um significativo aumento das suas vendas e lucros em 2003, totalizando um volume de negócios de cerca de 1,4 mil milhões de dólares (1,12 mil milhões de euros) e um lucro de 103 milhões de dólares (82,5 milhões de euros), o que representou aumentos de 88% e 75% respectivamente.

Com cerca de 62.000 trabalhadores, que ocupam na grande maioria uma área de 2.000 hectares localizada na província de Shandong, a Shandong Weiqiao Textile Group é a maior empresa têxtil da China. Detida maioritariamente pelo Estado chinês e com cotação na bolsa de valores de Hong Kong, a empresa possui uma estrutura produtiva integrada, que vai desde plantações de algodão, passando pelas instalações para fiação, tecelagem, malhas, ultimação até à central eléctrica.

De acordo com os dados apresentados para 2003, o Grupo chinês possui uma capacidade de produção anual agregada de 441.000 toneladas de fio de algodão, 844 milhões de metros de tecido em cru e 157 milhões de metros de denim. O Grupo possui uma linha diversificada de artigos, com mais de 2.000 modelos que são vendidos no mercado interno e externo com a marca “Weiqiao”.

A Weiqiao surgiu da evolução da Zouping County Weiqiao Cotton Spinning Factory, que começou a sua actividade na fiação de algodão em 1989. Evoluindo constantemente no total da área de produção de algodão sob a sua responsabilidade, a empresa obtém em 2000 a sua licença de exportação para a venda de fio de algodão, tecido em cru e denim. Em 2001 e 2002, a empresa realizou diversas aquisições de unidades produtivas e alargou a sua área de intervenção no mercado externo. Em 2003, alargou a sua gama de artigos, de forma a incluir produtos têxteis de maior valor acrescentado, e entrou para a Bolsa de Valores de Hong Kong.

Entre os principais clientes do Grupo, temos maioritariamente os do mercado chinês, que representam 41,2%, seguido de Hong Kong com 25,5%, Coreia do Sul e Japão com cerca de 24,3%, ficando 9% para outros destinos.

A Shandong Weiqiao foi a primeira empresa na China a utilizar a máquina de fiação convencional da Toyota RX240, possuindo 20.000 fusos instalados. Em 2003, a empresa encomendou mais 900 novos teares de jacto de ar Toyota JAT710.

De acordo com os dados da Benninger, que instalou 40 urdideiras Ben-Direct em diversas unidades produtivas da Weiqiao, desde Dezembro de 2003 a empresa opera mais de 10.000 teares.

Segundo o divulgado pela Picanol, a empresa belga vai fornecer, durante o corrente ano, 512 teares de pinças do modelo 512 GTXplus, naquela que se acredita ser a maior encomenda de teares de pinças de sempre.