Início Notícias Retalho

Shopping Brasília ganha nova vida

O primeiro shopping na Península Ibérica a ter escadas rolantes vai ser reformulado e ganhar uma nova vida em 2022. O projeto da autoria do arquiteto João Ferros foi já apresentado e tem um investimento de cerca de meio milhão de euros.

[©João Ferros]

No passado dia 18 de novembro, o Brasília assinalou uma parte crucial do caminho que tem vindo a traçar para a sua mudança. «Chegou a altura de reformular o shopping que todos conhecemos e faz parte das memórias de muitos», lê-se em comunicado.

A escadaria metálica foi o palco deste célere evento aberto ao público, marcado pela presença de 150 pessoas que viram e ouviram Frederico Pacheco, responsável pela equipa de marketing do Brasília, que salientou «a importância da união de todos os intervenientes no caminho traçado para conseguirmos chegar ao projeto final para o novo Brasília».

A explicação do projeto coube ao seu autor, o arquiteto João Ferros, que apresentou todas as reformulações previstas no shopping, falou sobre a sua experiência ao desenvolver este projeto e esclareceu as dúvidas que surgiram do público sobre o mesmo.

[©João Ferros]
A remodelação prevê grandes melhorias ao nível dos pisos, tetos, escadas, iluminação, sanitários e a integração de infraestruturas de caráter tecnológico. Está ainda previsto a criação de um espaço multifunções para acolher eventos culturais. «Existe a necessidade de criar áreas comuns e um espaço que poderá servir para concertos, espetáculos de arte ou outras iniciativas que podem dinamizar o Brasília», destaca o comunicado.

O projeto irá entrar em concurso de empreitada e, posteriormente, dar-se-á início à obra. «Acreditamos que no 2.º trimestre do próximo ano já poderá haver movimentações neste sentido, mas ainda é muito precoce assumir este dado com exatidão», adianta Frederico Pacheco ao Portugal Têxtil.

Localizado na Praça de Mouzinho de Albuquerque (Rotunda da Boavista), no Porto, o centro comercial Brasília foi inaugurado a 9 de outubro de 1976 e é considerado o mais antigo da Península Ibérica. As obras de requalificação vão custar cerca de meio milhão de euros.