Início Notícias Marcas

Simons confirmado na Calvin Klein

Depois de ter cortado os laços com a casa Dior e de muitos meses de especulação, já é conhecido o destino de Raf Simons. O designer belga vai ocupar o vazio deixado pela saída de Francisco Costa e Italo Zucchelli na direção criativa da Calvin Klein.

A Calvin Klein anunciou ontem via Facebook e Instagram que, já em 2017, se vai começar a escrever «um novo capítulo» na história da marca pela voz do CEO Steve Shiffman. O terremoto da confirmação teve eco nos portais da especialidade durante a tarde e a imprensa especializada foi sublinhando quão ambiciosa será a nova tarefa do designer belga. Raf Simons vai assumir a direção criativa de todas as marcas do universo Calvin Klein.

Não obstante, se a saída da casa Dior foi motivada por excesso de trabalho (ver Uma indústria acelerada), o designer pode não ter lido com a devida atenção o seu novo contrato. Raf Simons tem sido um crítico vocal do sistema atual da moda e da pressão que este exerce no processo criativo. «Será que todo este material ainda vai ser relevante daqui a 30 anos? Acho que não. Muitas pessoas estão a começar a questionar isso», advogou no início do ano ao jornal The Telegraph sobre a velocidade atual da indústria.

Contudo, na Calvin Klein, o designer que até aqui estava focado na sua marca de moda masculina sediada na Antuérpia, será responsável pelos destinos da Calvin Klein Collection (que desfila na semana de moda de Nova Iorque), Calvin Klein Platinum, Calvin Klein, Calvin Klein Jeans, Calvin Klein Underwear e Calvin Klein Home.

Segundo a empresa norte-americana, a chegada de Simons faz parte da nova estratégia anunciada em abril passado, depois das saídas do brasileiro Francisco Costa e do italiano Italo Zucchelli (ver O 2 em 1 da Calvin Klein). «Esta nova liderança destina-se a reforçar o posicionamento premium da marca em todo o mundo e a preparar o caminho para o crescimento global a longo prazo», revela ainda o comunicado partilhado na rede.

A contratação acontece oito meses depois de o designer deixar os corredores da Dior (ver Adeus, Simons). O acordo de não-concorrência assinado com o conglomerado LVHM expirou no final de julho, o que explica a confirmação tardia depois de meses de rumores. Entretanto, também já a casa de moda francesa anunciou a contratação de Maria Grazia Chiuri (ver Bem-vinda, Chiuri) como substituta de Simons.

A estreia do novo diretor criativo na Calvin Klein acontecerá em fevereiro de 2017, na apresentação da coleção outono-inverno, em Nova Iorque.