Início Arquivo

Só, mas bem acompanhado

Pela primeira vez, o Salon International de la Lingerie (SIL) decidiu antecipar as datas da sua edição de uma semana em relação às grandes feiras de moda parisienses (nomeadamente Prêt-à Porter Paris e Who’s Next). Como consequência, está sozinho no parque de exposições da Porte de Versailles desde ontem e até 21 de Janeiro. Uma escolha que os organizadores do SIL, a cargo da Eurovet, assumem plenamente e que está sustentada em dois fundamentos: «primeiro há a questão da localização, que é primordial, já que a feira queria ocupar o Hall 1 do parque de exposições», explica o gabinete de comunicação da feira. «Em seguida, para os compradores, é estratégico que as datas sejam o mais cedo possível na estação e não depois dos outros eventos feriais de moda, que se desenrolam de 29 de Janeiro a 1 de Fevereiro». O clima é, por isso, de confiança para estes quatro dias de encontros profissionais que reunirão cerca de 500 marcas, das quais 105 novas, em 42.000 m² de área de exposição. O objectivo é fazer tanto ou melhor do que a edição de 2008, que registou a visita de 27.147 profissionais, dos quais 67% internacionais. De Portugal marcam presença como expositores nesta edição a Esbelt Lingerie, a Impetus, a Lanei, a Iora Lingerie e a Mira Lingerie, estas duas últimas com o apoio da Associação Selectiva Moda, no âmbito de candidatura ao QREN.. Estas novas datas implicaram ainda modificações do calendário do SIL, com o objectivo de agradar aos retalhistas e facilitar a sua vinda à feira nos dias em que estão encerrados (o domingo e a segunda-feira). Novas datas, nova “arrumação”. Por isso, a organização decidiu rever os universos da feira, que são agora cinco em vez dos sete anteriores, para um máximo de clareza e simplicidade. Be Essentials (corseteria, básicos e meias), Be Chic (as marcas de lingerie), Be Spicy (jovens criadores que apresentam lingerie inovadora e de gama alta), Be Lounging (oferta de moda de interior) e Be Men (a oferta masculina) dão o mote à organização dos expositores e facilitam a vida aos visitantes profissionais, para que possam encontrar mais facilmente o que procuram. Durante o SIL haverá também conferências sobre os mercados-chave do sector (vestuário interior masculino, franchisings, a índia e os Emiratos árabes Unidos, entre outros), assim como fóruns de tendências, desta feita pensados pelos gabinetes de estilo Nelly Rodi, que agrupa as tendências sob o conceito Epopeia Barroca, e Promostyl (o tema é o Vegetal), para além da recuperação das tendências Outono-Inverno 2009/2010, sob o conceito Evolução, que agrupa as tendências Bio-glamour, Decadência Barroca e Obsessão Contemporânea. Tudo isto ilustrado por diversos desfiles ao longo dos quatro dias. Embora o SIL esteja sozinho em relação a outros eventos parisienses, a verdade é que o salão continua a contar com a inseparável Interfilière, a feira dedicada aos tecidos e acessórios para lingerie e banho. Com menos um dia (termina já amanhã), a Interfilière conta com 160 expositores provenientes de 22 países, entre os quais Portugal. Fernando Valente e JPC Elásticos são os expositores nacionais presentes no evento, numa participação que conta também com o apoio da Associação Selectiva Moda, no âmbito de candidatura ao QREN.