Início Arquivo

Stanford no feminino

Historicamente especializada no pronto a vestir masculino, a cadeia Stanford abre agora a sua colecção à mulher. A loja que Richard Odier e seu pai Lucien, os dirigentes da cadeia, abriram recentemente em Claye-Souilly, tem um espaço feminino consagrado à Sud Express. Foi no entanto realizado um teste um pouco particular, que consiste na marca de pronto-a-vestir feminino, gerir o seu stand. A fórmula poderá ser alargada a outras marcas se os resultados forem conclusivos. Para Lucien Odier, eles mesmos devem proceder à sedução, em especial das consumidoras que vêm fazer compras para os seus maridos. A imagem de marca fez também evoluir o seu sortido masculino. Com um estilo muito citadino, a oferta integrou há pouco tempo e progressivamente, mais sportswear. Estão ainda fortemente representadas marcas como a Levi’s, a Dickies e a Best Mountain. Assim como certas marcas desportivas, a Stanford realça a presença de algumas marcas, e que são anunciadas nas montras. O objectivo é especialmente aumentar o carácter nítido da oferta. A Stanford anunciou um volume de negócios de mais de 15,24 milhões de euros (3 milhões de contos) em relação às 16 unidades da cadeia. Para o novo ponto de vendas de Claye-Souilly, Richard Odier espera um volume de negócios de 1,07 milhões de euros (214 mil contos) no primeiro ano de exploração.