Início Arquivo

Sucesso em grande num mundo pequeno

Enquanto que nas redes sociais muito em voga Facebook e Myspace estão abertas a entrada a todos, no ASmallWorld a admissão não é nada fÁcil. Nem mesmo a recomendação de um simples membro é suficiente. Só uma pequena percentagem da comunidade ASW detém o privilégio dos convites», anuncia site. O processo de selecção é fundamentado sobre critérios que permitem assegurar de que a comunidade é equilibrada em termos de situação geogrÁfica, interesses, gostos e perspectivas», acrescenta. O site foi lançado pelo banqueiro sueco Erik Wachtmeister, filho de um diplomata, que viajava muito entre os Estados Unidos e a Europa e não parava de cair sobre os mesmos conhecimentos. Apercebeu-se, então, que havia lÁ uma comunidade de pessoas que compartilham os mesmos gostos, as mesmas necessidades, os mesmos desejos. Por conseguinte, teve a ideia de criar uma plataforma que permitisse a este pequeno mundo de ricos a troca de bons programas, como idas a restaurantes, hotéis mas também de noites privadas nas diversas capitais. No ASmallWorld, pode-se esperar estar lado a lado com a modelo britânica Naomi Campbell ou com o criador francês Jean- Charles de Castelbajac. HÁ também filhinhos de papÁ, jovens quadros dinâmicos que trabalham em sociedades internacionais ou ainda especialistas de comunicação preocupados em valorizar a sua rede. Exprimir-se em inglês, sem erros ortogrÁficos e ter-se bom comportamento são imperativos. Vulgaridade, intolerância, intuitos racistas ou pornografia estão afastados: o webmaster assim ordena. Com sede em Nova Iorque, a sociedade tem também uma equipa em Londres e emprega dez webmasters repartidos pelo mundo. Estes estão incumbidos de agir rapidamente assim que detectarem um transgressor. Até agora foram expulsos 500 membros por desrespeito às regras. De facto, o tom dos fóruns não tem nada a ver com a virulência inflamada frequentemente presente na Internet. Um residente suíço estÁ em aflição: Procuro um joalheiro que saiba fazer as jóias para piercing – ainda que não goste muito daquilo. Queria um para a minha namorada, em ouro e diamantes que seja elegante e discreto. Sabem onde posso encontrar um? Em Genebra, Milão ou Paris?». Também é possível ver os escândalos ou “Perigos do ASmallWorld”: uma jovem escandinava conta ter encontrado um homem na rede hÁ seis meses. Estava pronta para juntar-se a ele e casar, quando se apercebeu que não era a única contemplada com um pedido de casamento. Outra rapariga recebeu igualmente no ASW um pedido de casamento do mesmo homem. O mundo, mesmo pequeno, pode ser cruel… Desde o Outono que a ASmallWorld tem um novo director executivo, Joe Robinson, que procura atrair anunciantes de marcas prestigiosas. Dirigindo-se às pessoas orientadas e influentes, a ASW dispõe uma alameda dedicada à publicidade de luxo (…)», assegura num comunicado Bob Pittman, um dos investidores do site. Mas seria necessÁrio igualmente que os membros, entre dois aviões e três cocktails, pensem em animar ligeiramente o site. Muita gente conecta-se esporadicamente. E outros parecem divertir-se mais no Facebook.