Início Notícias Marcas

Sustentabilidade move Peter Jo Kids

Fundada em 2017, a Peter Jo Kids é uma marca para crianças e bebés entre os 0 e 12 anos que quer ser conhecida como socialmente responsável, sustentável e por garantir produtos de alta qualidade feitos com matérias-primas naturais.

A marca, que começou por se afirmar no mercado português, pretende distinguir-se no mercado por ser sustentável. A Peter Jo Kids assegura que todos os produtos e processos de fabricação atendam às preocupações ambientais da geração atual, sem comprometer as gerações futuras.

Com uma equipa de 10 pessoas, a marca trabalha com empresas parceiras especializadas na produção de tecidos e malhas, com matérias-primas naturais, orgulhando-se de «fazer os testes necessários para assegurar que as peças de vestuário são seguras para as crianças».

Para a coleção primavera-verão 2020 de menina, a Peter Jo Kids optou por fibras naturais. «Somos uma marca sustentável e usamos só tecidos e malhas de fibras naturais. A coleção é feita de linho, 100% algodão e algodão orgânico. Tentamos que as peças sejam 100% sustentáveis. Procuramos usufruir da melhor composição do tecido», afirma, ao Portugal Têxtil, Anna Sheludko, responsável de marketing e design.

A pensar no público para o qual se dirige, a marca tem o maior cuidado possível com a produção das peças. No entanto, conceitos como conforto e elegância não podem faltar em todas as coleções. «Temos uma coleção só para menina. Elegante, confortável e muito natural para não irritar a pele da criança. A maneira como nos afirmamos faz sentido, ainda mais para o bebé», acredita Anna Sheludko.

Desde a criação da marca que os produtos se encontram para venda no site. Além disso, a Peter Jo Kids está igualmente disponível em pontos de venda multimarca.

Internacional no foco do crescimento

O design e a produção são feitos em Portugal, contudo a marca abre horizontes até outros territórios como a Alemanha, Espanha, Inglaterra, Hong Kong e Itália. A taxa de exportação é de 80% e o desejo de se afirmar na Alemanha, por exemplo, está nos projetos futuros.

Para além da presença online, a participação em feiras começou, este ano, a fazer parte da estratégia da marca. O objetivo é estabelecer contactos, quer sejam portugueses ou internacionais, e obter visibilidade. «Nestas últimas feiras conseguimos vender mais do que no ano passado. Acho que o foco da coleção influenciou o negócio. Cada vez temos mais exposição, mais contactos e maior é a possibilidade de crescimento», aponta a responsável de marketing e design.

A abertura de uma loja física encontra-se na lista de desejos, mas ainda não está nas prioridades da Peter Jo Kids. «Temos que continuar a crescer no sentido que desenvolvemos até agora. O conceito estará sempre à volta da sustentabilidade. Não temos desperdícios de malhas nem de tecidos. O stock que temos é vendido às outras empresas. Estamos conscientes do que estamos a fazer – conscientes em relação ao ambiente e a quem é o nosso consumidor», conclui Anna Sheludko.