Início Destaques

Techtextil a cores (lusas)

A feira de têxteis técnicos e não-tecidos, que se realiza de 14 a 17 de maio, vai acolher uma comitiva nacional de 26 expositores, mais um do que em 2017, que irão apresentar as mais recentes inovações no seu portefólio. A Techtextil receberá ainda a visita do Secretário de Estado da Economia, João Correia Neves.

O português será uma das línguas faladas na próxima edição da Techtextil, com a feira de têxteis técnicos e não-tecidos a acolher 26 expositores lusos, mais um do que os 25 que estiveram presentes há dois anos.

Durante quatro dias, as empresas lusas dos mais diversos segmentos de produto irão mostrar, aos milhares de visitantes esperados – em 2017 foram mais de 47.500 visitantes, cerca de 400 dos quais portugueses –, as inovações que desenvolveram nos últimos dois anos, numa prestação que deverá continuar a merecer os elogios feitos por Michael Jänecke, diretor da Techtextil, na apresentação do certame em Portugal. «Em termos de qualidade, Portugal é sempre um marco», afirmou na altura.

Inovações com cunho nacional

No regresso à Techtextil, depois de uma estreia bem sucedida em 2015, a Smart Inovation irá apresentar acabamentos funcionais sustentáveis, com elevada eficácia e durabilidade no âmbito da saúde, bem-estar e proteção. «Repelentes de mosquitos sem inseticidas, antibacterianos sem prata, proteção contra ácaros e percevejos sem toxicidade serão alguns dos produtos em destaque», revela, ao Portugal Têxtil, Mário Brito, CCO da empresa. Além dos produtos, também a estratégia para a feira foi delineada, desde angariar novos contactos a reforçar as relações com as empresas que já conhecem a Smart Inovation. «Pretendemos fomentar a confiança entre os atuais clientes, esclarecer questões, reunir com contactos em curso e “atacar” alguns produtores que temos em vista», acrescenta Mário Brito.

A Coltec, por seu lado, vai mostrar «os primeiros protótipos industriais da nossa nova tecnologia de revestimentos hot-melt para produtos têxteis-lar», anuncia Francisco Fernandes, diretor técnico da empresa, em comunicado enviado pela Associação Selectiva Moda, que apoia 15 dos expositores nacionais em Frankfurt.

Já na Têxteis Penedo, serão os fios com cortiça desenvolvidos em parceria com a Sedacor a merecer um lugar especial. «Serão apresentados alguns dos nossos produtos mais inovadores, destacando-se o Cork-a-Tex», confirma o administrador Agostinho Afonso.

A importância deste sector na economia nacional será reforçada com a visita do Secretário de Estado da Economia, João Correia das Neves, que será acompanhado pelo Embaixador de Portugal em Berlim, João Gomes, no segundo dia da feira.

Sustentabilidade em foco

A oferta portuguesa alinha-se, em grande parte, com um dos temas fortes da feira e da atualidade: a sustentabilidade. Fibras de poliéster reciclado, têxteis de alta tecnicidade de base biológica, processos de tingimento e acabamentos que poupam água e vestuário funcional e de trabalho com poucos ou nenhuns solventes e adesivos fazem parte das propostas que os cerca de 1.500 expositores deverão destacar nesta edição.

A própria organização pretende facilitar a visita a quem procura este tipo de solução e, para isso, criou um guia com uma seleção de expositores que cumprem os critérios de sustentabilidade exigidos por certificações internacionais como o Bluesign, Cradle to Cradle ou GOTS. Deste guia fazem parte 44 empresas, entre as quais estão as portuguesas A. Sampaio & Filhos, Lipaco e Têxteis Penedo.