Início Notícias Têxtil

Techtextil desafia jovens a inovar

O concurso “Textile Structures for New Buildings”, sob a chancela da feira de têxteis técnicos e não-tecidos, vai novamente premiar as melhores ideias de construção com têxteis e materiais reforçados com têxteis apresentadas por estudantes e jovens profissionais. As inscrições já estão abertas.

Sejam estruturas leves, edifícios temporários ou um design de interiores criativo, estudantes e jovens profissionais do ramo da arquitetura, engenharia civil, design de produto ou de áreas similares já se podem candidatar ao concurso “Textile Structures for New Buildings”, realizado sob a égide da Techtexil, que decorre de 14 a 17 de maio de 2019 (ver 12 passos rumo à Techtexil).

Este concurso tem como objetivo identificar ideias e soluções inovadoras para problemas atuais, refletidas em projetos concretizáveis que utilizem têxteis ou materiais reforçados com têxteis. Os participantes podem escolher um dos temas para as suas candidaturas, que devem ser submetidas nas seguintes categorias: macroarquitetura, microarquitectura, inovação material, meio ambiente e ecologia, compósitos e estruturas híbridas. Além disso, os participantes poderão submeter as suas candidaturas no contexto do “’Urban Living – City of the Future”, que será o tema de um evento especial desta edição da Techtextil. Dentro da estrutura deste evento, o foco será em soluções baseadas em têxteis para áreas como a arquitetura, o vestuário, o estilo de vida e a saúde, numa sociedade cada vez mais urbanizada.

Os prémios totalizam 8 mil euros e a iniciativa é apoiada pela associação internacional TensiNet, assim como pela University of Stuttgart Institute for Lightweight Structures and Conceptual Design e pela plataforma de arquitetura e design Architonic. O prazo limite de candidaturas é 24 de fevereiro de 2019 e estas devem ser submetidas no website da Techtextil.

A cerimónia oficial de entrega de prémios para os vencedores terá lugar durante a feira de têxteis técnicos e não-tecidos, em Frankfurt, na Alemanha. As ideias premiadas estarão também em exibição no certame, já que um dos objetivos do concurso é estreitar relações entre as gerações mais jovens, as universidades e a indústria dos têxteis técnicos.

Vencedora de 2017 formada na Universidade do Minho

Na última edição da Techtextil, que decorreu em 2017, uma das premiadas do concurso “Textile Structures for New Building” foi Luani Costa, na categoria microarquitetura (ver Têxtil inova na arquitetura).

Luani Costa

A jovem arquiteta concorreu com a sua tese de mestrado em Construção e Reabilitação Sustentável, da Universidade do Minho, sob o tema “Desenvolvimento de uma estrutura arquitetónica têxtil inteligente e ativa em flexão”. A solução passava pela aplicação do conceito de cinética na arquitetura, a utilização de uma membrana têxtil e a inclusão de elementos ativos em flexão num único painel arquitetónico.

«A partir do momento em que obtive conhecimento destes materiais e destes princípios estruturais, que dão muita liberdade e a possibilidade de criar várias coisas de formas completamente diferentes do que estava a estudar e a fazer, tenho hoje uma liberdade muito maior de criação como arquiteta, de pensar além do que me foi mostrado no curso de arquitetura», afirmou, na altura, Luani Costa ao Portugal Têxtil.