Início Notícias Têxtil

TecMinho integra TexMatrix

A TecMinho é a representante portuguesa no projeto internacional TexMatrix, que tem como objetivo contribuir para colmatar o fosso entre a necessidade das empresas têxteis em deter pessoal qualificado e as atuais competências dos recursos humanos mais jovens.

A reunião inicial do projeto, que começou em setembro de 2016 e decorre até agosto de 2018, teve lugar em Bucareste e contou com Ana Dias, da TecMinho, e Luís Almeida, professor da Universidade do Minho, em representação da portuguesa TecMinho, a interface da Universidade do Minho para a valorização e a transferência de conhecimento para o tecido empresarial.

«Pretende-se desenvolver uma matriz de conhecimento inovador para as empresas têxteis, bem como difundir uma cultura organizacional criativa dentro das empresas do sector, através da transferência e implementação de metodologias e ferramentas para alcançar uma formação mais eficaz e a retenção de recursos humanos especializados, respondendo às rápidas mudanças nas tendências e tecnologias do sector», explica a associação no seu website.

Os objetivos previstos passam pelo desenvolvimento de formação baseada em atividades práticas visando a melhoria de competências-chave para os empregadores e para os trabalhadores do sector têxtil, a melhoria da capacidade de inovação das empresas têxteis, a promoção da utilização de tecnologias de informação e comunicação em processos de inovação nas empresas têxteis e a melhoria da cooperação estratégica entre os investigadores e empresas têxteis a nível transnacional.

Neste projeto, a TecMinho será responsável «pelo desenvolvimento de um Guia de novas soluções para empresas têxteis», que terá por base os resultados de inovação de instituições de ensino superior e de instituições de referência na Europa.

A partir de uma matriz de resultados, serão ainda realizadas, durante 2016 e 2017, ações de benchmarking e de promoção de resultados de inovação. «Uma plataforma e-learning dedicada ao projeto irá permitir a colaboração entre parceiros, empresas e seus recursos humanos, alunos e professores do ensino superior, numa rede de intercâmbio de conhecimento, visando a inovação nas empresas e nas regiões têxteis envolvidas», destaca a TecMinho.

O projeto, que conta com um orçamento 131.760 euros, prevê ainda como output final, para além do guia de soluções inovadoras, um curso de formação a distância sobre inovação, que deverá ser implementado em 2018.

O TexMatrix é coordenado pelo INCDTP – National Research and Development Institute for Textiles and Leather, da Roménia e, além da TecMinho, conta ainda com a intervenção da Maribor University, da Eslovénia, do Centrocot – Centro Tessile Cotoniero e Abbigliamento, de Itália, e Technical University – Iasi, da Roménia.