Início Notícias Tecnologia

Tecnologia dá a mão à competitividade

Essencial para a competitividade internacional, a tecnologia ocupa hoje um lugar central na definição da estratégia das empresas. Stäubli, Lectra, Tajiservi, Infos, Mind e Bejimac revelam as soluções que vão ajudar a insuflar a produtividade e eficiência da indústria têxtil e vestuário.

O acompanhamento das novas soluções tecnológicas é essencial para quem atua na indústria têxtil e vestuário e há, todos os anos, novas propostas a chegar ao mercado, como mostram as empresas que integram o suplemento Máquinas de Futuro, parte da edição de fevereiro de 2017 do Jornal Têxtil.

Especialista na produção sistemas de tecelagem para carpetes e tecidos técnicos e soluções de preparação em tecelagem, a Stäubli tem máquinas «ideais para a produção de tecidos lisos, desde jeans até debuxados, para esplêndidos tecidos Jacquard, tecidos lisos, de felpo e tecidos técnicos», garante a empresa. Entre a «extensa gama» de máquinas, a empresa destaca, entre outras, a Topmatic, uma máquina de atar para padrões de felpo de alta qualidade.

Já a Lectra destaca a nova máquina de corte VectorFashion iQ, que permite um aumento «da produtividade até 10% em corte contínuo», explica a empresa. O equipamento inclui ainda um sistema de manutenção preditiva. «Graças à inteligência integrada, a VectorFashion iQ é capaz de detetar irregularidades técnicas e enviar alertas à equipa de Costumer Care para mais assistência».

A Tajiservi, por seu lado, apresenta as soluções Kornit, incluindo a Kornit Allegro, «a única solução para impressão em rolo com um só passo», a Kornit Storm, uma gama desenhada «para atingir grandes velocidades e volumes de produção», a Kornit Avalanche, para impressão industrial, a Kornit Breeze, para imprimir diretamente em t-shirts e vestuário, e a Kornit Paradigm II, uma solução híbrida para estamparia e impressão digital.

As tecnologias de informação estão em foco com a Infos, que tem soluções «desenvolvidas especificamente para os mercados têxtil e vestuário». De acordo com a empresa, «ao identificar e avaliar vulnerabilidades e riscos é possível iniciar medidas para manter o risco a um nível mínimo aceitável e tornar a sua empresa mais competitiva».

A Mind revela as vantagens dos seus sistemas de corte, com o reconhecimento automático de materiais impressos e com o reconhecimento automático de padrões, uma solução «3 em 1», com estendimento, colocação da marcada no padrão identificado e corte e recolha das pelas. «Poupe tempo e dinheiro com a solução automática de reconhecimento do padrão ou risca, em tecido ou malha», indica a empresa.

A Bejimac, por último, destaca os seus «mais de 100 anos de experiência», com soluções de acabamento que incluem gaseadeiras, encoladeiras, limpeza, prensas, decatissagens, vaporização e lavadeiras, entre outras. «Seja qual for o seu produto têxtil, temos a solução de acabamento», assegura a empresa.

Um leque abrangente de tecnologias para conhecer em pormenor no suplemento Máquinas de Futuro, no Jornal Têxtil n.º 214, de fevereiro de 2017.