Início Destaques

Tecnologia para a indústria 4.0

As novidades tecnológicas de empresas como a Stäubli, a Lectra, a Mind, a Gerber Technology e a Digidelta estão a colocar a indústria têxtil e vestuário no caminho da indústria 4.0, com propostas que permitem inovar, customizar e tornar mais eficiente a produção no dia a dia.

Um «desempenho virtuoso» e a garantia de «uma ótima relação custo-benefício» fazem parte da proposta de valor da Stäubli, que apresenta soluções para tecelagem e tricotagem. «Seja tecido de vestuário exterior, tecido de gravata, felpo, tecido adamascado, carpete, tecidos técnicos ou meias – com as máquinas têxteis da Stäubli conseguirá produzir os seus tecidos de alta qualidade», garante a empresa no suplemento Máquinas de Futuro.

Na Lectra é a customização que está em destaque, com aquela que a multinacional de origem francesa garante ser «a primeira solução completa de personalização para a moda». A Fashion On Demand by Lectra «automatiza a cadeia de fornecimento proporcionando à sua empresa a rapidez e agilidade que a produção personalizada de vestuário requer», afirma.

«Na era da Indústria 4.0, as soluções inteligentes da Mind ajudam-no a preparar o caminho para um futuro de sucesso e a abrir novas perspetivas para melhorar a sua competitividade», assegura a Mind Technology, que destaca uma nova solução de corte com reconhecimento automático de padrões e redução de custos com o desperdício de materiais.

Já a Gerber Technology sublinha a interoperabilidade entre as diferentes soluções que propõe, nomeadamente o YuniquePLM, o AccuMark, o AccuMark 3D e o AccuPlan. «As soluções digitais Gerber inter-relacionam dados, software e máquinas inteligentes, ajudando-o a ir mais além do que até agora», salienta a multinacional de origem norte-americana.

A estamparia têxtil é o grande foco da Digidelta, que põe em evidência as soluções da Mimaki, nomeadamente a Tiger-1800B que «tem um sistema de tapete com autolavagem que lhe permite a impressão de malhas e tecidos com corantes reativos ou corantes sublimáticos em papel e direto».

Conheça estas e outras soluções no suplemento Máquinas de Futuro, publicado na edição de fevereiro do Jornal Têxtil.