Início Arquivo

The Board quer ter 20 novas lojas

A Silva & Sistelo apresentou uma nova marca associada a um novo conceito de loja denominados The Board, propondo uma linha para o homem executivo, apresentada num espaço com três ambientes distintos, e um novo serviço. O Portugal Têxtil falou com Isabel Sousa, directora-executiva da empresa, para melhor explicar em que consiste, e desvendar mais novidades associadas. Portugal Têxtil (PT) – O que pretende o novo conceito The Board? Isabel Sousa (IS)– O novo conceito pretende disponibilizar uma linha de vestuário para o homem executivo, que tem pouco tempo, e que quer conforto e qualidade, nos produtos e no serviço. Notámos que havia uma lacuna do mercado neste segmento, e decidimos avançar. PT – E os três ambientes propostos? IS – Nos novos ambientes temos as possibilidades Formal Business, New Executive e Casual Business, consoante o cliente quiser uma opção mais executiva, casual ou formal, complementada com novos serviços, dos quais destacamos o Executive Tayloring, com arranjos vitalícios – na loja, em casa ou no local de trabalho -, e o Executive Care, com uma primeira lavagem e prensagem profissional, todos gratuitos. Estes espaços são complementados por um lounge, onde o cliente pode tomar um café ou aceder à Internet. PT – Vão apresentar as marcas Bruno Belloni e Flagrante nestes novos espaços? IS – Não, a marca Flagrante vai ser apresentada apenas no canal multi-marca e a marca Bruno Belloni evolui para The Board. Portanto, neste espaço, os artigos têm todos etiqueta The Board. PT – A colecção inclui fatos para homem e peças em malha? IS – Sim, mas não só. Temos uma gama de artigos que os complementam e que fazem parte das preferências deste Homem Executivo a quem queremos servir especificamente, como gravatas, cintos, peúgas, sapatos, camisas, casacos e blusões. PT – O design é na mesma da Silva & Sistelo? E é concebido por estilistas nacionais? IS – O design é assegurado por uma equipa multi-disciplinar da empresa, baseada sobretudo em quatro pessoas, e todas portuguesas. PT – Qual é a aceitação que tem tido desde a inauguração em Outubro? IS – Tem tido uma aceitação muito boa. Conseguimos manter todos os anteriores clientes da marca Bruno Belloni, e temos clientes novos. Um indicador importante é a repetição de compra de alguns clientes neste meses, o que não é muito característico do segmento de consumo masculino. Cremos que as iniciativas que temos de adesão e de fidelização têm contribuído para estes bons resultados. O conceito The Board está presente em três lojas no Porto e uma em Lisboa, planeando mais 2 lojas para a Capital brevemente – uma na zona das Amoreiras –, para a consolidação de uma rede de retalho de 20 lojas na Península Ibérica. Nesta filosofia de retalho, as lojas devem ter entre 200 e 300 metros quadrados, a implementação da nova Marca representa um investimento global de 5,5 milhões de euros, prevendo atingir um volume de negócios de 8,65 milhões de euros em 2006, correspondendo a metade da estrutura de vendas da empresa.