No que diz respeito às vendas, as principais marcas de moda europeias derrotaram quase totalmente as suas pares americanas – com exceção da Nike. Com quase 31 mil milhões em vendas anuais, impulsionadas pelo crescimento sem precedentes do mercado de activewear e da sua marca forte e global de produtos, nem mesmo a H&M, cuja faturação ascendeu aos 22 mil milhões dólares no ano passado, consegue superá-la. Nem tão pouco outras marcas de vestuário americanas, a maior das quais, a Ralph Lauren, gerou 7,6 mil milhões em 2014. A Nike superou por uma margem substancial as suas rivais, seguida da Ralph Lauren. Depois destes dois gigantes, surge a Old Navy, que superou a receita anual da sua irmã Gap em alguns milhões no ano passado.

Em tempos posicionada nos primeiros lugares, a Gap, como muitos outros retalhistas de especialidade, tem assistido a uma diminuição das vendas nos últimos anos e encontra-se atualmente em processo de encerramento de um quarto das lojas norte-americanas. No entanto, no amplo panorama do sector de vestuário, a receita anual da Gap – cerca de 6,2 mil milhões de dólares em 2014 – ainda é muito significativa e o relativamente novo CEO Art Peck tem investido na agilização das operações e montagem de uma equipa de projetos coesa. Em seguida, figuram três marcas muito diferentes entre si: Michael Kors, Coach e Tommy Hilfiger. Esta última e a crescente Michael Kors são marcas de lifestyle, que abrangem uma vasta gama de segmentos de produto e gamas de preço, desde pronto-a-vestir feminino a bolsas, lenços e fragrâncias, operando simultaneamente outlets de dimensão considerável.

A Coach, cuja atividade se foca primordialmente em produtos de couro na gama de preço medio-alto, assistiu a uma redução substancial da sua receita ao longo dos últimos anos, esperando agora os resultados da recente campanha de recuperação promissora lançada pelo novo CEO e diretor criativo da marca. Os grandes ausentes são os principais retalhistas de moda juvenil do país. À semelhança do ocorrido com os retalhistas de especialidade, os retalhistas de moda jovem procuram competir com a crescente popularidade de marcas de moda rápida, cadeias de desconto e outlets, assim como a mudança de hábitos de consumo dos adolescentes, que se focam agora na tecnologia e menos no vestuário. Dos quatro grandes – Abercrombie & Fitch, Hollister, American Eagle e Aeropostale – a American Eagle é a única a figurar nas primeiras 10 posições.

A marca não é ainda lucrativa, mas apresenta uma prestação superior à das suas principais concorrentes, atribuída à mais competitiva fixação de preços, serviço ao cliente e produto. Atrás da American Eagle figura outra marca de activewear, a Under Armour, atualmente com o crescimento mais rápido nessa categoria. As suas vendas aumentaram 32% no ano passado, para mais de 3 mil milhões de dólares, e a receita internacional cresceu 96%. Antecipa-se uma subida de posição na lista nos próximos anos, se os consumidores permanecem tão interessados em activewear como até ao momento. A Under Armour é seguida pela Banana Republic, detida pelo grupo Gap Inc., que superou a principal rival, a J.Crew, apesar da sua própria quebra de vendas e incapacidade da nova diretora criativa Marissa Webb de, até ao momento, contornar a situação precária em que a marca se encontra.

A Banana Republic arrecadou cerca de 2,9 mil milhões de dólares no ano passado, enquanto a J. Crew (excluindo a Madewell) reportou 2,3 mil milhões de dólares em receitas. Uma nota final sobre a lista: as empresa foram classificas de acordo com a receita anual, em todas as regiões, para o seu mais recente ano fiscal, que varia ligeiramente entre as várias organizações. 1. NikeReceita anual: 30,6 mil milhões de dólares 2. Ralph LaurenReceita anual: 7,6 mil milhões de dólares 3. Old NavyReceita anual: 6,6 mil milhões de dólares 4. GapReceita anual: 6,2 mil milhões de dólares 5. Michael KorsReceita anual: 4,4 mil milhões de dólares 6. CoachReceita anual: 4,3 mil milhões de dólares 7. Tommy HilfigerReceita anual: 3,6 mil milhões de dólares 8. American EagleReceita anual: 3,3 mil milhões de dólares 9. Under ArmourReceita anual: 3,1 mil milhões de dólares 10. Banana RepublicReceita anual: 2,9 mil milhões de dólares