Início Arquivo

Tribunal decide futuro da YSL

O Tribunal francês pode bloquear a venda da Yves Saint Laurent Alta Costura a Patrice Bouygues, dono da SLPB Prestige Services. Os costureiros da mais famosa loja de vestuário voltaram-se para o Tribunal Civil de Paris para impedir o acordo. Eles estão zangados por ver a sua equipa ser separada e receiam acabar como contratados para outros designers. Em Janeiro, Bouygues comprou a divisão de costura da YSL por um euro simbólico da Artemis, a holding privada do magnata francês François Pinault, que controla a empresa italiana de artigos de luxo Gucci, através do grupo de retalho Pinault-Printemps-Redoute (PPR). Sedeada em paris, a especialista em confecção de pronto-a-vestir, SLPB, possui a primeira unidade de produção da YSL situada em Tours, que gera um volume de negócios anual de 23 milhões de euros.