Início Destaques

Trimalhas reforça credenciais verdes

A trilhar os caminhos da sustentabilidade, a especialista em tricotagem contabilizará, em breve, mais uma certificação nas suas malhas, a Global Recycled Standard. A empresa quer ainda consolidar a presença internacional com o objetivo de atrair mais clientes diretos.

De voltas às feiras presenciais, depois de uma experiência inovadora no online que permitiu à Trimalhas mostrar as novidades aos seus clientes durante a pandemia, a produtora de malhas viajou até à Munich Fabrics Start para apresentar, in loco, as propostas para o outono-inverno 2022/2023.

[©Trimalhas]
Batizada Gallery, a nova coleção da Trimalhas divide-se em cinco temas.

Em Sustainable apela ao sentido “eco friendly” do consumidor final, onde as malhas que compõe o tema destacam-se pelas caraterísticas confortáveis e amigas do ambiente. A par do algodão orgânico e das cores neutras, onde o uso dos corantes é significativamente reduzido ou mesmo eliminado, destaque para fibras naturais como o algodão orgânico, o cânhamo e a urtiga.

Luxury, por sua vez, oferece malhas compostas por fibras mais nobres e de maior valor acrescentado como a seda e o liocel.

Já Artisan propõe uma linha direcionada para o segmento infantil constituída por cardas leves com elastano e acabamentos “easy care” que conferem durabilidade e conforto.

Explore está vocacionado para a área do desporto, com tratamentos anti-odor, antibacteriano ou repelente à água, enquanto Modernist, uma gama variada de estruturas e jogos de cores, está mais voltada para o pronto moda com diversidade de propostas que podem ser usadas ao longo das diferentes estações. «Neste tema introduzimos normalmente as mais recentes novidades a nível de fibras ou fios, como é o caso do algodão Refibra, proveniente dos aproveitamentos de denim, que decidimos destacar», revela a head of expansion & marketing, Carolina Pinto.

Apesar de trabalhar para clientes internacionais através de empresas de confeção nacionais, a Trimalhas tem uma taxa de exportação direta que ronda os 36%. Um número que Carolina Pinto espera vir a aumentar com a presença nas feiras Munich Fabrics Start, da qual acaba de regressar, e Première Vision Paris, agendada para 21 a 23 de setembro. «Estamos à procura de agentes na tentativa de realmente conseguirmos clientes finais que comprem diretamente à Trimalhas e não através das empresas portuguesas», explica ao Portugal Têxtil.

Minorar os impactos ambientais

Às certificações GOTS, Recycled Claim Standard, Better Cotton Initiative e Organic Content Standard juntar-se-á brevemente a Global Recycled Standard, intensificando assim a vertente ecológica na empresa. «Tentamos ter a parte grande da coleção com matérias-primas sustentáveis e trabalhamos com tinturarias que realmente também tenham as mesmas certificações», salienta Carolina Pinto.

Paralelamente, a especialista em tricotagem tem vindo a adotar, cada vez mais, medidas sustentáveis no sentido de reduzir a sua pegada ambiental.

Todos os meses, a Trimalhas envia para reciclagem uma média de seis toneladas de cartão e 800 quilogramas de plástico, que posteriormente serão recolhidos por uma empresa certificada que dará novas vidas a estes materiais. Para além destes resíduos, são também separados óleos, malhas e metais.

A procura contínua por ações que aumentassem a eficiência energética levou a empresa a optar pela iluminação LED, em detrimento das lâmpadas de halogéneo e incandescentes, e pela instalação de painéis solares.

A Trimalhas está ainda a substituir a frota comercial por carros elétricos e tem à disposição dos seus trabalhadores um terreno hortícola. «Temos uma pessoa responsável a tempo inteiro pelo cultivo, pela manutenção do terreno e recolha dos frutos e legumes, que posteriormente podem ser levados pelos nossos funcionários», adianta a head of expansion & marketing.

Com um efetivo de 81 trabalhadores e um volume de negócios na ordem dos 13 milhões de euros, a produtora de malhas prevê encerrar o corrente ano com um aumento de 25% na faturação.