Início Arquivo

Turquia e Portugal dominam mercado francês de roupões e robes

O mercado Francês importou 5.745 mil euros de roupões de banho, robes de quarto e artefactos semelhantes de uso masculino. Este valor correspondeu a 656,8 mil unidades reflectindo-se num preço médio de importação de 8,75€.

As importações francesas desta categoria de produtos caíram 2,5% face a 2002, no entanto, entre 1996 e 2003 cresceram 38,7% resultando numa taxa de crescimento média anual de 4,8%.

A Turquia foi o principal fornecedor gaulês com uma quota de 38,3% tendo fornecido 2.198 mil euros de roupões de banho e robes de quarto a um preço médio de 10,33€ (118,1% do preço médio de importação deste mercado).

Portugal ocupou o segundo lugar do ranking dos principais fornecedores, as importações gaulesas do mercado nacional ascenderam a 1.265 mil euros representando 22,0% das importações totais. Este valor corresponde a um crescimento de 7,5% face a 2002 e um crescimento de 16,8% quando comparado com o valor transaccionado em 1996 (taxa de crescimento média anual de 2,2%).

As importações francesas desta categoria de produtos estão relativamente concentradas nos cinco principais fornecedores, uma vez que forneceram 91,2% das importações gaulesas totais.

O mercado extra-comunitário tem um peso relativo superior nas importações francesas, tendo representado, em 2003, 53,4% do total importado desta categoria de produtos.

A Turquia, apesar de algumas oscilações, é o principal fornecedor gaulês a desde 1996, com excepção de 2002, ano em que atingiu um mínimo de 26,0% de quota.

Portugal e o grupo Bél-Lux registaram uma evolução semelhante. Entre 1996 e 2000 perderam quota nas importações francesas reflectindo o aumento da quota de Turquia e, a partir de 1998, o aumento de quota da Tunísia. No entanto a partir de 2000 começaram a recuperar atingindo em 2003, valores relativamente próximos dos registados em 1996.

 

Esta informação é apresentada emficha informativa, disponível no PortugalTextil.com