Início Arquivo

U.E. abre inquérito se exportações da China aumentarem mais de 10%

De acordo com as directrizes para aplicação das medidas de salvaguarda aprovadas hoje em Bruxelas, a Comissão Europeia vai instalar um inquérito caso as exportações de têxteis chineses para a U.E. aumentem 10% em relação a 2004.

Tendo em conta as novas directrizes da União Europeia e sabendo que os pedidos de licenciamento representam intenções de exportação, é previsível que grande parte das categorias de produtos ultrapasse o limite de 10% imposto por Bruxelas levando à instalação dos inquéritos.

Numa altura em que os dados do comércio internacional ainda não são conhecidos, a informação disponível relativa à monitorização dos pedidos de licenciamento indicia um forte dinamismo no primeiro trimestre de 2005.

Com efeito, de acordo com os dados do Observatório Têxtil o aumento dos pedidos de licenciamento ultrapassou os 100% em muitas categorias. Na categoria 6 – calças e calções, por exemplo, foram licenciadas no primeiro trimestre de 2005, 189,8 milhões de unidades que compara com os 41,1 milhões licenciados durante todo o ano de 2004 (crescimento de 361,63%). Também na categoria 4 – t-shirts e camisolas interiores e na categoria 5 – camisolas e pulôveres, os primeiros 3 meses do ano ditaram um forte aumento dos pedidos de licenciamento face aos efectuados durante todo o ano de 2004 (crescimento de 117,84% e 158,38%, respectivamente).

Em termos globais, em apenas 3 meses, os pedidos de licenciamento de vestuário requeridos pelos industriais chineses já ultrapassaram em 11,8% os efectuados no cômputo de 2004. Este dinamismo é um forte indício de que as exportações para a Comunidade Europeia deverão aumentar nos próximos meses.